No dia da Amazônia, Jenilson Leite participa de atividade de reflorestamento em área indígena destruída pelo fogo

O ex-deputado federal Nilson Mourão também participou do ato representando a Igreja Católica.

O deputado estadual Jenilson Leite ( PSB), vice-presidente da ALEAC, participou nesta quinta-feira (05), Dia da Amazônia, da atividade de reflorestamento do Centro de cultura indígena Huni Kui, em Rio Branco, que foi destruído pelo fogo no mês de agosto.

O ato representa o compromisso do deputado com a preservação da floresta amazônica, além do seu apoio aos povos indígenas. População da qual ele tem sua origem.

No trabalho de reflorestamento que contou com o auxílio de membros do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal ( UDV) , instituição que tem um trabalho voltado para preservação do meio ambiente através do seu braço ecológico: Associação Novo Encanto, foram plantados mudas de mogno, seringueira, samaúma, copaíba, graviola , cacau , jambo e cupuaçu no espaço devastado pelas chamas.

No mês de agosto, a área que habita dez famílias da etnia Huni Kui ( Kaxinawá) cujo tamanho é de dez hectares, foi incendiada de forma criminosa, sendo que 50% do espaço que abriga o Centro Huwã Karu Yuxibu , que é voltado para o fortalecimento da identidade cultural e o trabalho medicinal, foi destruído.

Devido as inúmeras queimadas que assolam o espaço geográfico acreano, no dia 23 de agosto, o governador Gladson Cameli decretou estado de emergência. Segundo dados da Secretaria de Meio Ambiente do Acre foram registrados mais 2.500 focos de queimadas, no mês mencionado.

Para o deputado, que também é técnico agrícola, essa ação é um ato simbólico e de apoio aos povos indígenas, pessoas que tem um trabalho dedicado a preservação da floresta. ” É uma alegria vim nesta comunidade no dia da Amazônia , trazendo mudas de árvores e plantar vidas, sobretudo, nessa comunidade indígena que teve sua área destruída de forma criminosa e passam por algumas dificuldades no momento”.

Para Antônio Gomes, mestre central da 7ª região da União Vegetal, disse que ação de hoje representa um ato de solidariedade com os povos indígenas. ” Nossa presença aqui é um ato de solidariedade aos amigos e irmãos indígenas, viemos atender ao pedido de socorro deles. Já que tiveram sua área devastada, e em breve com esta ação o verde voltará a embelezar este espaço”.

O Pajé Sakar, de 80 anos, agradeceu o deputado Jenilson Leite pelo apoio e todos àqueles que atenderam o pedido de socorro do seu povo. “Agradeço ao Dr. Jenilson e sua equipe pelo compromisso de ter vindo em nossa área. Meu nome é Pajé Sakar, tenho 80 anos trabalho com pajelança e vivemos nessa área desde de 2015, com nossa família, sendo que o fogo acabou contudo que tínhamos aqui. Mas hoje eu não estou triste, estou é feliz porque estamos plantando árvores no dia da Amazônia. E essas árvores vão crescer dando vida ao nosso Centro Huwã Karu Yuxibu (Dom das medicinas)”, agradeceu o pajé.

O jovem Huni Kuin Txana Siã fala que a ação desta data não é apenas o plantio de árvores, mas sim, o plantio de vidas.”Como nós estamos vendo, a nossa terra está bastante seca, então cada árvore dessa dará mais vida para a nossa terra. Nós do centro Huwã Karu Yuxibu vamos agradecer a vocês com nossas rezas”, disse.