Durante a ação foi preso em flagrante Lucas Rodrigo Barbosa Francisco acusado de furto, extorsão e estelionato.

A Polícia Civil deflagrou uma operação na cidade de Acrelândia dando cumprimento a mandados e busca e apreensão.

De acordo com as investigações, Lucas teria subtraído arquivos íntimos de uma pessoa e começou a extorqui-la , exigindo dinheiro para não expor em redes sociais e grupos de WhatsApp fotos e vídeos da vítima.

Utilizando seu vasto conhecimento em informática, o autor para ocultar sua identificação criou números falsos com DDI dos EUA e dos Emirados Árabes para fazer contato com a vítima. Ainda, gerava boletos para serem pagos pela vítima, sendo eles debitados em contas comerciais que eram rapidamente apagadas. Não sendo suficiente, o autor, usando os dados pessoais da vítima, criou cartões pré-pago e crédito para serem utilizados em compras que tentou fazer .

Conforme o Delegado Samuel Mendes, coordenador da operação, todos os elementos de prova e fatos foram descobertos através de um trabalho de inteligência do setor de investigação. Narrou o Delegado que aos poucos
eram descobertos os números falsos e quebrados os obstáculos que ocultavam a imagem do autor.

Com elementos de prova suficientes, foi representado por medidas cautelares. Durante o cumprimento das buscas, o autor foi flagrado no exato momento em que conversava de sua casa com vítima, exigindo dela mais dinheiro, tendo mandado mais um boleto para ela pagar.

Durante a operação, foram apreendidos vários dispositivos de informática, como HDs, pen drive, adaptadores de celular para passar cartão de crédito, placas solares carregadoras, etc. Em um dos objetos encontrados, estavam armazenados todos os arquivos da vítima.

O autor confessou que exigiu dinheiro da vítima porque outra pessoa mandou ele fazer tal ato. Lucas foi preso em flagrante e indiciado por furto e extorsão, finalizou o Delegado Mendes.