Depois de dizer em redes sociais que tem dinheiro suficiente para arcar com as despesas e evitar leilão de seus automóveis, ex-prefeito propõe pagamento de R$ 5 mil por mês

O ex-prefeito Vagner Sales vem agindo como se fosse duas pessoas num só corpo. O Vagner Sales das redes sociais, bonachão e um assumidamente um novo rico, é bem diferente do Vagner em pele e osso que vai à Justiça chorar miséria e pedir parcelamento de dívidas.

É o que pode se depreende de petição impetrada por seus advogados esta semana na Justiça de Cruzeiro do Sul na qual ele pede, humildemente, seja paga uma multa de pouco mais de R$ 25 mil em parcelas de R$ 5 mil. De acordo com a petição, os R$ 5 mil devem ser depositados em juízo a cada dia 26 de cada mês, com a primeira parcela sendo vencida já neste mês de agosto.

A proposta diz respeito à decisão interlocutória da Justiça que determinou, a pedido do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), o leilão de dois carros de luxo de propriedade de Vagner Sales para o pagamento de multas relativas às condenações por improbidades administrativas ao tempo em que ele era prefeito de Cruzeiro do Sul. Logo após a decisão judicial de levar à leilão os dois veículos, Vagner Sales veio a público, em redes sociais das quais faz parte, fazendo gozações com a própria justiça, dizendo ter dinheiro suficiente para arcar com as despesas das multas.

No entanto, agora entrou com a petição recorrendo ao princípio constitucional da menor onerosidade do executado, já que os bens levados à leilão têm valores bem maiores que a multa, pedindo o parcelamento. A Justiça ainda não se posicionou sobre o pedido. Por Tião Maia / Juruá em Tempo