Depois de fazer uma viagem ao Estados Unidos com a comitiva de Bolsonaro no meado de maio deste ano, Cameli, chegou anunciar uma nova era, se tratando de relações entre o Acre e Brasília.

Depois daquela ida de Gladson Cameli como membro da comitiva de Bolsonaro aos Estados Unidos, ficou uma euforia e clima de solução para muitos dos nossos problemas.

Gladson presenteou Bolsonaro, teve a oportunidade de estar próximo do responsável pelas liberações de recursos, ao homem capaz de achar saída para muitos entraves pendentes na administração.

O fato é que passados mais de dois meses da viagem a terra de Trump, nada por aqui apareceu, ao menos que o povo tenha tomado conhecimento. 

Como dizem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, parece que para nós deu certo. O governador mais uma vez teve uma oportunidade de estar cara a cara com o presidente Jair Bolsonaro, desta vez no encontro de governadores da Região Norte.

Ao que tudo indica, o raio caiu duas vezes no mesmo lugar, Gladson esteve cara a cara com Bolsonaro, mas investimentos que é bom; ALMA. Bolsonaro tem desprezado o socorro aos estado, tem se concentrado em políticas entreguistas e em satisfazer seu cunho ideológico. Vamos aguardar para ver qual vai ser o retorno propositivo dessa viagem, que mais parece protocolar.  

Resultados práticos mesmos, só se tiver anúncios de fato feito pelo governador Gladson Cameli em seu retorno.

O encontro estar acontecendo em Manaus – AM, tendo como objetivo levantar as demandas da Amazônia, tendo em vista a proposta de desenvolvimento apontada pelo plano de governo de Bolsonaro. 

O governador do Acre Gladson Cameli saiu para esse importante Fórum bastante confiante, levando anseios e reivindicações do estado, que por sinal já deu a maior vitória ao presidente Bolsonaro na disputa de 2018.

A proposta do governo federal desenhada para Amazônia causa espanto, pois o ministro do meio ambiente em sido muito claro quando faz suas declarações. O governo pensa em explorar as reservas ambientais e terras indígenas, sem uma política definida sobre a conservação, da manhã área de floresta do planeta.