Vítima foi morta com tiros e facada, segundo a polícia. Suspeitos estão foragidos.

O corpo de Eugênio Coelho da Silva, de 22 anos, foi encontrado no início da manhã desta quarta-feira (24), no Ramal do Bigode, a menos de cinco quilômetros de Rodrigues Alves.

A polícia acredita que o jovem que levou vários tiros e facadas, tinha envolvimento com crimes e teria sido vítima de uma organização criminosa. O corpo do jovem foi achado por uma pessoa que passava pelo local.

De acordo com Willen Coelho da Silva, irmão da vítima, o rapaz saiu de casa no final da tarde desta terça-feira (23) e não retornou.

“Saí para caminhar a tardinha, como sempre faço, e quando ia chegando em casa, ele estava saindo de bicicleta e perguntou se eu tinha a chave, eu disse que sim. Desde então, não vi mais ele e acordei de manhã com essa triste notícia”, disse o irmão.

Uma equipe da PM foi ao local, mas não conseguiu pistas de nenhum suspeito. De acordo com o comandante da PM, tenente Evandro Carvalho, a polícia teria informações que o jovem seria envolvido em uma organização criminosa.

“Foi comprovado que os criminosos usaram arma de fogo e arma branca para tirar a vida da vítima. A Polícia Civil também esteve no local para obter mais informações e estamos apurando para que possamos prender os culpados por esse crime, tendo em vista que esse jovem que foi morto, também fazia parte de uma facção aqui em Rodrigues Alves”, afirmou o comandante da PM.

O corpo do jovem foi levado ao IML de Cruzeiro do Sul, que fica a 12 quilômetros de Rodrigues Alves, para o exame cadavérico.

De acordo com o delegado Obetâneo dos Santos, a polícia está em diligências na tentativa de prender os criminosos.

“Esse rapaz já vinha praticando furtos contra as pessoas da comunidade, inclusive tem-se a notícia que ele também furtava animais. Então, estamos com os policiais em campo para tentarmos elucidar esse crime”, disse o delegado. Do G1 Acre