O município de Assis Brasil (distante 310 quilômetros de Rio Branco), fica na tríplice fronteira entre, Brasil- Peru e Bolívia. Por ser bem distante da capital Rio Branco, deveria ter um pouco mais da atenção do poder público estadual.

Uma moradora e funcionária da unidade mista de saúde em Assis Brasil, entrou em contato com nossa redação, para fazer graves denúncias em relação a caótica situação em que a unidade mista de Assis Brasil se encontra. Sem querer se identificar, a mesma se mostra indignada com o tratamento dado aos trabalhadores do sistema e com a população, quem ela diz, se a mais prejudicada com o caos.

Os relatos feitos pela servidora, retratam muito bem o momento vivido pelo SUS no Acre. Sendo a as denúncias, a demanda de pessoal não supre a necessidade, falta médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, além da precária situação de falta de gente para apoio administrativo.

A sala de estabilização / emergência não oferece o mínimo de condição para um atendimento de emergência, não possui: desfibrilador, monitor cardíaco, respirador mecânico, bomba de infusão, aspirador de secreções.

A sala de parto não tem berço aquecido, falta material adequado para reanimação neonatal. Também não é equipada, tem apenas uma maca pré-histórica, que nem se usa mais nos dias de hoje.

Diante dessa guerra de facções, corre o risco de um paciente ficar internado e os rivais virem terminar o serviço, pois não tem segurança nenhuma na unidade enfatiza a denunciante.

A mesma afirma que os pacientes internados, ficam totalmente expostos, pois as janelas e portas são de vidro e quem passa vê tudo, por falta de cortinas.

O que deixa me faz ficar mais revoltada, foi ver a presença do Governador, do vice e da secretária estadual de saúde no município e sequer deram satisfações para nós que aqui estamos. Poderiam ao menos ter mando a secretária visitar o hospital e tomar conhecimento da situação, desabafa a servidora.

O governador esteve na companhia do vice Major Rocha e da Secretária de saúde Mônica Feres, juntos do prefeito do município Zum (PSDB), participaram da inauguração de uma unidade de saúde. O investimento foi fruto de uma emenda parlamentar, do próprio governador Gladson Cameli, quando o mesmo ainda era senador da república.

Tentamos contato com a secretária Mônica Feres, mais até o fechamento da matéria não obtivemos sucesso.