Jovem sofre acidente de moto e é transportado de Brasiléia para Rio Branco em helicóptero

Aeronave foi fundamental para dar estabilidade e encurtar tempo de transporte da vítima até o Pronto Socorro da capital acreana

Paciente vítima de acidente de trânsito em Brasileia foi transferido com sucesso para Rio Branco Foto: Diego Gurgel

Eram por volta de 13 horas deste domingo, 21, quando o helicóptero Harpia 01, do Governo do Estado do Acre, pousou no estacionamento do estádio Arena da Floresta transportando Fernando da Silva Ferreira, vítima de um acidente de motocicleta nesta madrugada no município de Brasileia.

O jovem de 24 anos fraturou órgãos internos na região da barriga e o braço direto, além disso estava inconsciente e corria risco de morte. Diante da gravidade, o Serviço Móvel de Urgência (Samu) decidiu acionar o serviço de resgate aéreo por meio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

Prontamente, uma equipe formada por cinco profissionais do Samu e Ciopaer foi deslocada até o Hospital Regional do Alto Acre para fazer o transporte do paciente até Rio Branco. Remoção esta que foi concluída em apenas 45 minutos.

“Este transporte rápido e que mantém a estabilidade do paciente foi excelente diante do quadro clínico que ele apresentava”, explicou Alexander Higuchi, médico socorrista do Samu que participou de toda a operação que envolveu o transporte aéreo da vítima.

Para o piloto e subcoordenador do Ciopaer, Nayck Souza, a função desempenhada pelo helicóptero Harpia 01 é nobre e conseguiu cumprir mais uma missão de transporte aéreo com êxito.

“A prioridade número um do Ciopaer e Samu é salvaguardar e resguardar vidas e mais uma vez conseguimos fazer com que isso acontecesse com o maior sucesso”, comemorou.

Fernando da Silva Ferreira foi encaminhado ao Pronto Socorro de Rio Branco onde passará por uma bateria de exames e, provavelmente, será submetido a procedimento cirúrgico.

Transporte aeromédico só foi possível graças a ampliação de convênio entre Ciopaer e Samu

Em março deste ano, o governador Gladson Cameli assinou o convênio que assegurou a continuidade do serviço de resgate e transporte aéreo entre Ciopaer e Samu.

O recurso financeiro destinado para manter a parceria entre as instituições é 60% maior que o da gestão passada. Desta forma, o atual governo demonstra seu interesse em ofertar e ampliar este importante atendimento voltado para a área da Saúde. Diferente de outros estados do país, o Acre possui peculiaridades geográficas onde só é possível chegar com rapidez por meio da utilização de aeronaves.