A revolta de amigos e da família seria pelo fato da vítima ser querida no município de Brasiléia.

Os agentes plantonistas da delegacia de Brasileia, localizada cerca de 240 km da capital do Acre, passaram momentos de tensão na noite desta segunda-feira, dia 15, quando um grupo de populares tentaram invadir o prédio.

Segundo foi levantado, a intensão do grupo, seria fazer justiça com as próprias mãos, vingando a morte de Raimundo Nonato Pessoa, assassinado durante um assalto ocorrido na noite de domingo, dia 14, com um tiro de espingarda calibre 12.

O grupo foi identificado e preso numa operação realizada pela PM. Quatro envolvidos, sendo um menor de 15 anos, o dinheiro e arma foram localizados e levados para a delegacia. Um dos assaltantes foi baleado e levado para a Capital para ser operado.

Graças a ação dos agentes de plantão e a chegada de policiais militares, conseguiram convencer as pessoas em não invadir armados de pedaços de madeira.

Segundo foi informado, corpo de Raimundo seria velado na igreja de São Francisco, localizada no km 5 da BR-317, Estrada do Pacífico. Por Alexandre Lima / oaltoacre