Japão: proíba o comércio de marfim já! Os caçadores tentam matar sempre os maiores elefantes

O tipo mais nobre de marfim vem bem do meio dos dentes do elefante, onde ele é firme e sem defeitos.

Os caçadores tentam matar sempre os maiores elefantes — geralmente, é a matriarca do grupo, e seus filhotes ficam abandonados à própria sorte para se defenderem sozinhos.

E sabe o que é mais insano? Enquanto milhares de elefantes estão sendo atacados e mortos dessa maneira, o Japão segue lutando para manter aberto seu crescente mercado de marfim.

Mas é também o Japão que será a sede dos Jogos Olímpicos de 2020 e espera, com isso, receber mais alguns milhões de turistas! E é aí que a gente entra: muitos de nós somos os turistas que o Japão quer atrair. Se milhões de nós assinarmos a petição, e nós lançarmos uma campanha midiática global em prol de Olimpíadas livres do comércio de marfim, nós podemos virar o jogo!

Vamos, juntos, acabar com um dos maiores mercados internos de marfim do mundo de uma vez por todas:

Especialistas estimam que mais de 250 mil elefantes foram massacrados para abastecer o comércio de marfim do Japão. E ambientalistas já avisaram que os elefantes podem entrar em extinção ainda em nossa geração! Imagine um mundo onde nossos netos nunca poderão ver um elefante em qualquer outro lugar que não seja num livro.

Diga para o Japão: proíba o comércio de marfim já!

Ainda há tempo — nós podemos ajudar a salvá-los, mas isso depende de uma forte pressão sobre governos como o do Japão para banir o comércio de marfim. E o Japão tem uma meta de atrair 10 milhões de turistas a mais no ano que vem — se nós conseguirmos mostrar para o país que manter o mercado de marfim coloca esse objetivo em risco, podemos conseguir mudar essa mentalidade!

O Japão argumenta que seu mercado doméstico usa apenas marfim de origem legal. Mas a verdade é que o país não tem como garantir isso. Além do que, é fácil traficar o produto para outros países, como a China, o que mantém a demanda abastecida e coloca mais elefantes africanos em risco.

Nós já conseguimos gerar proibições antes — vamos fazer de novo! Adicione seu nome e espalhe essa mensagem — vamos juntos chegar a um milhão.

E isso vai para além dos elefantes. Essas criaturas majestosas são uma “espécie-chave”, que ajuda a manter todo o ecossistema no qual vive. E é também por isso que, há anos, estamos lutando para proteger os elefantes — seja provando que há marfim ilegal sendo vendido nas ruas da Europa, financiando esforços contra a caça ao redor da África, ou defendendo um projeto para proteger metade da natureza do nosso planeta, para que esses animais extremamente inteligentes e emocionais possam viver livremente. Agora, vamos levar essa batalha para o Japão!

Com esperança e determinação, Sarah, Rosa, Rewan, Laura, Bert, Christoph, Ricken e todo o time da Avaaz