Jarude protocola ação contra Gladson e empresa de Manaus por licitação de jatinho de R$ 5 milhões

O anúncio de protocolar uma Ação Civil Pública contra a decisão do Executivo de licitar um jatinho para que o governador Gladson Cameli foi feito na tribuna pelo parlamentar.

O vereador Emerson Jarurde (sem partido) usou a tribuna da Câmara de Vereadores na manhã de quinta-feira (11) para afirmar que protocolou uma Ação Civil Pública contra a decisão do Executivo de licitar um jatinho para que o governador Gladson Cameli realize viagens. A ação foi protocolada contra a Manaus Táxi Aéreo, empresa que venceu a licitação e contra o próprio governador.

Jarude afirmou que protocolou a ação como instrumento jurídico legítimo para a defesa dos direitos dos acreanos. O vereador que também é advogado afirma que o governador feriu os princípios básicos da administração pública, lesando economicamente o erário público gastando dinheiro de forma desnecessária e violou os princípios da moralidade ou a legalidade.

“Enquanto o Acre enfrenta uma crise econômica, inclusive com a saúde pública em estado de calamidade com decreto vigente, o governador licita um jatinho de R$ 5 milhões de reais. Não é justo que os acreanos paguem por essas despesas”, diz.

Jarude afirmou ainda que fez uma rápida conta e constatou que com o valor licitado, R$ 5 milhões de reais, o governador poderia realizar cerca de 8 viagens por dia em voo comercial.

“Não podemos mais onerar o Estado com besteiras. Gente, isso é luxo. Esse dinheiro ai é o suficiente para ele realizar 8 viagens por dia em voo comercial. Ele tem mesmo, assim como todas as outras pessoas, usar voo comercial”, diz.

Por folhadoacre