Vereador João Marcos Luz afirma que no governo do Gladson Cameli os cofres do Estado não serão saqueados

O vereador João Marcos Luz demonstrar sua confiança no governo do Gladson Cameli.

O emedebista aproveitou para destacar algumas evoluções que serão vistas em breve pela população acreana e que irão refletir positivamente na capital Rio Branco.

“Continuo otimista com o novo governo, o nosso governo. Não vou falar de números, vou falar de intuição. A gente sente quando as coisas vão dar certo. Aliás, já estão dando certo. A primeira intuição que tenho é de que os cofres do estado não estão mais sendo saqueados. Os recursos públicos não estão mais sendo desviados. Isso é passado”, enfatizou.

Luz seguiu relatando qual será o sentimento do povo na gestão do governador Gladson Cameli. “A segunda intuição é a de que a má administração passada que travou a engrenagem da máquina de governo já está sendo corrigida pela atual administração”, disse.

De acordo com o vereador, a burocracia que tanto faz mal a gestão pública começou a ser vencida com o andamento dos convênios e contratos, e, consequentemente, o andamento das obras: “Um exemplo é a inauguração do Pronto Socorro programada para o mês de julho”, ressaltou.

O intenso trabalho do governador sem interesses pessoais envolvidos foi destacado por Luz. “O governador Gladson Cameli não entrou na política para virar empresário. Ele já é um empresário bem sucedido e quis ser político. Logo, o seu interesse é resolver os problemas do povo, não os seus problemas”, afirmou.

A Educação, a saúde, a segurança pública e a infraestrutura na atual gestão do Governo Estadual foram abordadas por Luz. “Na educação a minha intuição é de que os alunos vão agora aprender o conteúdo de verdade. Na saúde é que o governo colocou o tema como prioridade e os desafios já estão sendo vencidos. Na segurança pública é a de que acabou a impunidade. Agora quem comete crime está sendo de imediato preso. Na infraestrutura é de que quem vive na zona rural terá o respeito do governo, tanto que seis equipes estão trabalhando aqui em Rio Branco. No geral, a minha intuição é de que o governo é bem intencionado. Intuição não é tudo, mas é o princípio de tudo”, analisou.

João Marcos Luz encerrou o discurso afirmando que o pilar econômico volta a ser a agropecuária, agricultura e indústria, mas sem menosprezo aos outros setores. “Não há mais espaço para a demagogia da Florestania”. Da Assessoria