Deputado Roberto Duarte vai apresentar requerimento solicitando que o governador seja ouvido pelo MP

O deputado Roberto Duarte (MDB) iniciou seu discurso falando sobre as agendas que cumpriu no interior do Estado.

O parlamentar também destacou que vai dar entrada em um requerimento solicitando que o governador Gladson Cameli (PP) seja ouvido pelo Ministério Público para prestar esclarecimentos acerca da afirmação que o mesmo fez sobre a existência de cartéis que atuam na Saúde prejudicando o bom funcionamento do setor.

Roberto Duarte destacou sua visita ao município de Capixaba, onde participou da 10° edição da ExpoCapixaba. Ele lamentou que o governo não tenha ajudado na realização da festa, que recebeu 130 mil pessoas e movimentou cerca de R$ 400 mil durante as três noites do evento.

“O prefeito Joãozinho teve a coragem e a ousadia de fazer uma festa sozinho, com o apoio do empresariado local somente, pois o governo não teve a sensibilidade de ajudar. Pessoas de vários outros municípios prestigiaram o evento que foi muito bonito com organização impecável”, enalteceu.

O parlamentar também participou da Caravana do Desenvolvimento em Sena Madureira, promovida pela prefeitura do município e a Federação das Indústrias do Estado (Fieac). Durante o evento foram entregues mais de mil certificados de capacitação em diversos cursos a moradores que participaram das oficinas.

“Ao lado da deputada Meire Serafim, seu esposo Mazinho Serafim e do presidente da Fieac, José Adriano, participei da entrega desses certificados, que com certeza irão ajudar muito para que as pessoas que fizeram os cursos possam ser inseridas no mercado de trabalho. Foram 33 cursos oferecidos. Deixo meus parabéns ao prefeito e também à instituição que promoveu as oficinas”, destacou.

Sobre a afirmação do governador Gladson Cameli a respeito da possível existência de um cartel que estaria impedindo avanços na Saúde, Roberto Duarte disse que vai entrar com um requerimento solicitando que o Ministério Público ouça o gestor e investigue qualquer ação irregular na área.

“Eu estou hoje protocolando um requerimento junto ao MP para que o governador seja ouvido acerca dessas afirmações. É uma acusação grave, portanto, não pode passar batida. Se há mesmo esse cartel, então queremos saber quem participa dele e como o mesmo atua. Essa denúncia está sendo feita por ninguém menos que a maior autoridade do Estado, então tem que ser investigada sim”, concluiu.