Alerta: Acre registra 71 novos casos de Aids nos primeiros meses de 2019

Um levantamento divulgado pela Divisão de DST/Aids da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), no último dia 20 de maio, revolou dados alarmantes sobre o crescimento da Aids no estado.

De acordo com a pesquisa, somentes nos primeiros cinco meses de 2019 foram confirmados 71 novos casos de pessoas portadoras de HIV, virus causado da aids.

Maria Carmo, gerente da divisão de DST/Aids da Sesacre, explica que as cidades acreanas com maior incidência de pessoas portadoras do vírus são: Rio Branco, com 672 casos; Sena Madureira, com 71 casos; e Cruzeiro do Sul, com 47 casos.

“São pessoas em tratamento que estão recebendo os medicamentos antirretrovirais. Se analisarmos, temos um acrescido. Só em 2019 registramos 71 novos casos e o numero só vem crescendo”, destacou ela.

A gerente atribui ao aumento dos números o fato de que o diagnóstico é, atualmente mais precoce. “Temos mais oferta da testagem rápida para que a pessoa possa conhecer seu estado sorológico o quanto antes e ser encaminhada logo para o tratamento e ter uma vida saudável, uma sobrevida em relação vírus HIV.”, explicou.

Outro dado apontado no levantamento, segundo ela, é que maior incidência do vírus se dá entre a população mais jovem, de 13 a 29 anos e entre pessoas heterossexuais. “Dentro desta categoria de exposição, a taxa entre o sexo masculino é grande. Os homens com 57,8% e as mulheres heterossexuais com 97% .”, revelou Maria do Carmo.

Ainda segundo ela, quanto antes o diagnóstico, melhor para que a pessoa com o vírus possa ser acompanhada pelo Serviço de Atendimento Especializado (SAE). “Nós recomendamos que o paciente, assim que saiba do diagnóstico, realize o tratamento. Hoje são dois comprimidos ao dia, e não mais o coquetel como antes. Nossa meta é reduzir a mortalidade das pessoas com HIV e ofertar preservativos cada vez mais para que as pessoas tenham consciência do uso continuo em todas as relações sexuais.”, alertou. Com informações da ContilNet