O drama da travessia do Rio Acre, em Xapuri, revolta população da terra de Chico Mendes

Moradores do Bairro Sibéria estão revoltados e clamam por seus representantes.

Um dos maiores dramas dos Xapurienses é a travessia do Rio Acre, isso porque a comunidade Sibéria que fica no segundo distrito é o maior bairro do município e a balsa que faz a travessia virou a maior dor de cabeça da população.

Por anos moradores de Xapuri alimentam sonhos de que um dia será construída a ponte que liga os dos distritos, sonho este que já foi alimentado por vários governantes, incluindo o atual governador eleito Gladson Cameli.

A situação agravou de dezembro para cá, pois a balsa que faz a travessia que é de responsabilidade do governo do estado, vem causando transtorno frequente e deixado as pessoas sem este serviço.

Há cerca de 15 dias a Balsa foi removida do Rio, para segundo os gestores passar por reparos na sua estrutura. O fato é que o Deracre não se preocupou em locar outra para manter a travessia de centenas de veículos que necessitam fazer o percurso, diariamente.

A Câmara Municipal de Xapuri está bravamente fazendo o papel que deveria ser feito pelo estado.

Um aluguel de uma balsa menor foi locada pela Câmara Municipal e vereadores apelam para que o governo olhe para Xapuri, pois segundo eles fica impossível a casa manter este serviço, por conta da capacidade financeira reduzida.

Vale lembrar que Xapuri tem representantes na ALEAC, sendo inclusive da base do governo Gladson Cameli: Antônio Pedro (DEM) e Manoel Moraes (PSB).