Durante a viagem ao Texas, Gladson cameli usou a figura de linguagem: “8 horas de ‘facada” em Bolsonaro.

Durante a sétima edição do programa de rádio ‘Fale com o Governador’, na manhã deste sábado, 11, Gladson Cameli comemorou a ida do governo do Acre ao Texas, nos Estados Unidos, onde terá o privilégio de integrar uma comitiva do governo federal, ao lado do presidente Jair Bolsonaro, para atrair recursos econômicos a estados brasileiros.

Cameli brincou com o tempo de voo da viagem ao lado do presidente, que deve durar cerca de 8 horas. Segundo ele, tempo suficiente para convencer Bolsonaro a liberar recursos financeiros ao Acre. “Vão ser 8 horas de voo “dando facada” no presidente. Pular do avião ele não vai, que não é doido”, falou aos risos.

Para o governador, o fato de os eleitores acreanos terem dado quase 90% de votos a Jair na eleição presidencial deve “amolecer” as decisões do presidente. “Já brinco logo dizendo que o Acre é prioridade. O próprio Bolsonaro disse: governador, faça uma lista de todos os recursos para liberação, que eu vou liberar”, comentou Cameli.

A viagem, que está prevista para os próximos dias, pretende atrair investidores estrangeiros interessados em montar indústrias no Acre, disse Gladson.

O governado destacou que o Acre está num ponto geográfico estratégico para fazer parceiras comerciais entre Brasil e países do Mercosul. Mas, assim que retornou da Colômbia, percebeu que enquanto estaria resolvendo problemas sérios, parlamentares, secretários e aliados estariam gastando tempo e energia com o que ele avaliou no “acreanês” como: ‘arengas bestas’.

“Um fogo amigo, umas coisas tão pequenas e desnecessárias. Quem não tem essa consciência – de que estamos trabalhando sério, peça pra sair, se não pedir, eu vou tirar, porque preciso governar”, reiterou.

Do Ac24horas