Perpétua Almeida disse ao diretor da ANEEL aquilo que muitos não tiveram coragem

Decepção, essa foi a palavra que muitos dos presentes na sessão temática desta sexta-feira 26, que discutiu as altas cobranças no Acre usaram.

Todos que foram na Aleac, esperavam uma sabatina ao diretor da ANEEL – Agência Nacional de ENERGIA Elétrica: André Petitone, que veio ao Acre depois de uma articulação e pressão da bancada estadual e federal.

Acontece que as falas não passavam de meras formalidades, com agradecimentos e elogios pela vinda do diretor. Jessica Sales do MDB, Alan Rick do DEM, Jesus Sérgio do PDT e até Sérgio Petecão fizeram a média com o dirigente da ANEEL. Falas soltas e sem objetivo daquilo que as expectativas pediam, pergunta-lo o porque de tanta exploração aos acreanos.

O deputado estadual Jenilson Leite do PCdoB, um dos principais atores desse enfrentamento contra a Energisa, conduziu boa parte dos trabalhos, deu o recado duro e sintetizou um pouco da indignação que o povo está sentindo.

A deputada federal Perpétua Almeida do PCdoB, fez a fala que mais expressou o anseio dos que estão explorados por essas cobranças absurdas. Provou para o dirigente que pagamos a conta mais altas por enes motivos; ao qual não se justificam como por exemplo, seca no centro Sul no período de setembro a dezembro, sendo que no Norte estamos em período de muita chuva.

A parlamentar também ressaltou que, ANEEL nos cobra mais por conta da energia alta das indústrias de algumas Regiões do País, o que chamou de absurdo.

O que mais chamou atenção e revoltou segundo Perpétua Almeida, foi o presidente da ANEEL dizer que os acreanos roubavam muita energia. Isso é m desrespeito, quem está sendo roubado são os consumidores, desabafa a parlamentar, cara a cara com André Petone, arrancando aplausos dos presentes.

O que se espera daqui para frente é o andamento dos trabalhos da CPI da ENERGISA. Depois de hoje, está sim tem que ser fortalecida e apoiada pela população.