Condenado por improbidade administrativa na Justiça, Vagner Sales, ainda não deixou as tetas do Governo

Todos achavam que a corrupção no estado do Acre iria começar a diminuir com a exoneração de alguns condenados da justiça estadual, más não foi isso o que aconteceu.

Quando á promotora Myrna Teixeira Mendoza, da Promotoria de Justiça Especializada de Defesa do Patrimônio Público, do Ministério Público do Acre (MP/AC), pediu ao governador a exoneração do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, que é primo do Governador Gladson Cameli, todos achavam que a corrupção no estado do Acre iria começar a diminuir com a exoneração de alguns condenados da justiça estadual, más não foi isso o que a população achava que iria acontecer na verdade não aconteceu.

O pecuarista e Advogado Alécio Dias segundo ele não é condenado por improbidade administrativa resolveu pedir sua saída da pasta, para evitar desgaste do governo referente á seu nome no cargo. Já o ex-prefeito de Cruzeiro do Sul Vagner Sales com sua arrogância e ambição pelo poder não recuou, com isso causando um mal estar entre governo e a instituição, o Ministério Público voltou a pedir a exoneração coisa que o governador até o momento não o fez.

O que deixa transparecer é que o ex-prefeito Vagner Sales é acima das leis. A população pediu a mudança nas ultimas eleições e pelo o visto os governistas continuam apoiando a velha politica em deixar corruptos exercendo cargo publico, até quando a população do Acre vai aceitar raposas fazendo segurança de galinheiro?

Por Ediberto Araújo/folhadojuruá