Acre reduz em mais de 60% casos de malária em um ano, segundo Saúde

De janeiro a março de 2019 foram registrados mais de 3,3 mil casos, enquanto que no mesmo período do ano passado foram 9,7 mil. Dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde.

Os casos de malária reduziram 65,9% no estado do Acre em um ano, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (25) pelo Ministério da Saúde. De janeiro a março deste ano, foram notificados 3.334 casos novos da doença. No mesmo período em 2018, foram registrados 9.787 casos de malária no estado.

O técnico do programa estadual da malária, Dorian de Lima, afirmou que quase 70% dos casos estão registrados nos municípios de Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima, na Região do Vale do Juruá, interior do Acre.

Lima atribuiu a redução dos casos à parceria entre o Ministério, estado e municípios. Ele lembrou que no final do ano passado foram entregues mosquiteiros impregnados para ajudar no combate à doença.

“O grande motivo disso é a parceria entre os municípios, principalmente os três do Vale do Juruá, onde se concentra os quase 70% dos casos de malária, e o estado. Os municípios estão trabalhando aliados à atenção básica de saúde e isso tem dado resultado positivo”, disse Lima.

Mesmo comemorando os resultados, o estado ainda tem muito trabalho para chegar a números aceitáveis da doença transmitida pelo anofelino, que é uma das patologias mais presentes em diversas regiões da Amazônia. “O principal desafio no momento é manter essa redução”, concluiu o técnico.

Em todo o ano de 2018, segundo Ministério da Saúde, foram registrados 26.306 casos da doença no estado.

No Brasil, os casos da doença também registraram uma redução de 38%, sendo que nos três primeiros meses de 2019 foram registrados 31.872 casos e no mesmo período no ano passado foram 51.076.

Por Iryá Rodrigues, G1