Bastidores da disputa pela prefeitura de Rio Branco coloca Roberto Duarte e Major Rocha em conflito

O debate que envolve a sucessão Municipal de Rio Branco ganha novos elementos, mesmo faltando mais de um ano para o pleito.

A cada declaração ou movimentação de alguma liderança ou partido, o tabuleiro vai se mexendo e ganhando ares de disputa nos bastidores.

O vice governador Major Rocha do PSDB não esconde de ninguém que sonha todas as noites, com a vinda do ex Reitor da UFAC, Minoru Kimpara, que já recebeu o convite para se filiar no ninho tucano e disputar a eleição de 2020.

O vice governador não está nem pouco preocupado se o Gladson Cameli irá construir uma única candidatura, como se vendia o nome do secretário Thiago Caetano da SEINFRA, que segundo os mais próximos, dizem que tem a preferência de Gladson.

Em entrevista recente, o presidente estadual do MDB deputado federal Flaviano Melo, foi direto e confirmou que o partido não abre mão de lançar uma candidatura à prefeitura da capital, confirmando o nome do deputado estadual Roberto Duarte, como possível candidato.

Roberto Duarte e Major Rocha eram bons aliados, sendo que tiveram a relação arranhada ultimamente, devido aos posicionamentos duros do parlamentar, que não poupa críticas a gestão Gladson Cameli e Major Rocha.

Mesmo o MDB tendo três secretarias e um dos principais aliados de Cameli, dois dos três parlamentares se dizem independentes na atuação, são eles: Meire Serafim e o próprio Roberto Duarte.

Em uma reunião com a base de sustentação na ALEAC semana passada, Rocha mandou um recado aos deputados rebeldes e sem alinhamento político na defesa do governo, Não vamos aceitar covardia de parlamentar indeciso alfineta o Tucano, que prometeu jogar duro com quem não se diz independente. Para Richa quem não está na base terá tratamento de inimigo político, no caso um recado ao Robert o Duarte.

Roberto respondeu na mesma linha e foi direto, não adianta o vice governador tentar me intimidar, pois não tenho rabo preso, não indiquei ninguém para cargos e só devo satisfação ao povo, finalizou o MDBista.

Essa semana o governo passará por grandes testes de força na ALEAC, com o debate da ENERGISA e com a proposta de Reforma Administrativa, temas que devem dominar os trabalhos desta semana.