A gente tem conta pra pagar. Em contato com o núcleo da SEE em Porto Acre, a informação foi confirmada.

Cerca de 50 professores de Porto Acre, contratados no último processo simplificado do governo do estado, e que começaram a trabalhar no mês de março denunciaram que, mesmo estando há mais de 30 dias contratados, não receberam no final do mês, e o que é pior, afirmam que já tiveram a informação da Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte (SEE) que não vão entrar na folha de pagamento do mês de abril. Dinheiro na conta, só no pagamento de maio.

“Isso é um absurdo. A informação que a gente tem é que não entramos em folha porque o núcleo daqui não mandou os contratos em tempo hábil. Não é justo recebermos depois de três meses de trabalho, mesmo sendo o pagamento retroativo”, diz uma professora que não quer ter o nome divulgado.

Segundo Francileide de Souza , coordenadora do núcleo no município, ela foi orientada pela secretaria estadual a enviar os contratos dos servidores todos de uma vez. “Nós tivemos orientações da SEE de que os contratos deveriam ser enviados todos juntos. Fizemos o que foi orientado e como a folha fecha todo dia primeiro, não tínhamos nessa data feito todos os contratos. Nós temos aqui no nosso protocolo, enviamos os contratos para Rio Branco no dia 8 de abril”, enfatiza.

Os professores, com as contas atrasadas, querem receber seus salários. “A culpa não é nossa. Se aconteceu essa demora no envio dos contratos, que a SEE faça uma folha suplementar e pague nossos salários’, diz uma professora.

Consultada, a SEE não respondeu sobre a possibilidade de uma folha suplementar para o pagamento.

Fonte: ac24horas