Presidente da Câmara de Feijó, Cabeludo, explica a situação do alto valor com relação ao uso de papel higiênico na Câmara

O parlamentar afirma que o advogado da Câmara já está atuando junto ao ministério público e também a delegacia de polícia de Feijó contra essa situação.

O Presidente da Câmara de Vereadores do Município de Feijó, José Cleumar Gomes do Nascimento, vulgo Cabeludo durante uma entrevista a redação do site 3 de Julho Noticias explicou a respeito da polêmica do papel higiênico, onde de acordo com matéria vinculada nas redes sociais seriam gasto até o final deste ano a quantia de R$ 56 mil.

O Presidente explica que foi feito um processo licitatório, onde foi pego um valor de papel higiênico só que uma quantidade muito grande, uma cotação de 500 itens, onde o contrato final são de vários itens, chegam a mais de R$ 15 mil, só lembrando que não se trata de papel higiênico, mas inclui produtos de limpeza resma de papel sem pauta, ou seja uma série de itens que o setor precisa.

O Parlamentar conta ainda que esse valor seria por um período de um ano e que pode até não ser comprado, e devido o assunto ter virado motivo de chacota nas redes sociais, o Presidente afirma que cada Vereador irá entrar com uma representação contra a empresa que deu publicidade de forma distorcida que fez com que os vereadores se sentissem constrangidos diante da situação.