Tropa de Segurança de Gladson Cameli e Major Rocha tem cerca de 90 Policiais

Mestre Didi, dizia que treino é treino e jogo é jogo. A história sempre se encarrega de mostrar a verdade.

Ele disse que iria diminuir o efetivo militar a disposição dos gabinetes, mas não é bem assim

Na política a máxima serve pra dizer que campanha é campanha e governo é governo.

Não faz muito tempo que os atuais gestores criticavam de forma irresponsável os militares a disposição do ex governador e da ex vice-governadora.

Atualmente cerca de 90 policiais estão a disposição para cuidar da segurança do rapaz Cameli e do major Vice.

Não há ilegalidade, como não havia ilegalidade no passado. Porém revela a contradição entre o discurso e a prática.

Em quase 80 dias de governo o índice de violência só tem aumentado no estado. Foram quase 60 mortes violentas em 60 dias.

A segurança deixou de fazer atividades de inteligência. O Sistema Penitenciário está sob vários barris de pólvora.

Há uma crise institucional entre as polícias Civil e Militar, envolvendo o Ministério Público Estadual.

Enquanto a insegurança domina, o major que assumiu o compromisso de dá respostas em 10 dias, caminha no Parque do Tucumã com até cinco policiais.