Daniel Zen desafia Secretário de Educação e avisa que Mauro Sérgio pode ser acusado por denunciação caluniosa

Secretário preferiu procurar culpa no passado, em vez de olhar o presente e a construção do “novo futuro”.

O deputado Daniel Zen (PT) desafiou o Secretário de Educação do Estado, Mauro Sérgio, a apresentar à sociedade quais são as “armadilhas” deixadas pelo governo passado, que impedem o início do ano letivo.

Zen disse que, na condição de ex-secretário de estado de Educação, gostaria que o atual secretário esclarecesse quais seriam esses “equívocos e erros arquitetados pela antiga gestão em dificultar o trabalho” da gestão atual?”

O parlamentar questiona que “armadilhas” seriam essas, que os atuais gestores estão “desengatilhando” e que teriam sido deixadas para, supostamente, “dificultar o bom andamento” dos trabalhos da nova gestão”.

“Se isso for verdade, é uma acusação grave, tem de ser levada adiante ao Ministério Público e demais órgãos de controle competentes”, frisou.

Daniel, porém que, se for só uma tentativa de justificar os seus próprios erros, o secretário pode ser acusado de denunciação caluniosa. “E isso é crime, amigo!”.

O secretário enviou em grupos de WhatsApp de gestores da Educação mensagem tentando justificar o descompasso da sua administração com as exigências da comunidade escolar.

Como tem sido comum no governo, Mauro Sérgio preferiu procurar culpa no passado, em vez de olhar o presente e a construção do “novo futuro”.