Citado como pré-candidato do governo à prefeitura de Rio Branco, o Secretário Thiago Caetano tentar empregar a política do “dom de iludir” para tapa o buraco da falta de verba federal para o Acre.

Caetano recorreu à sua página no Facebook para requentar um vídeo feito no dia 19 de fevereiro, no gabinete do ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes.

Pautado pelo rapaz governador e o senador fantasminha, Gomes fez uma fala genérica, sem assumir compromisso nenhum com o Acre.

De concreto, mencionou apenas a ponte do Rio Madeira, que chamou de Abunã. Mas essa foi uma obra autorizada pela ex-presidenta Dilma Rousseff, há muito tempo.

O ministro certamente já sabia que o plano de ação para obras do governo federal não contemplava um real para o Acre, conforme ficou comprovado no documento apresentando no fim de fevereiro no Senado da República.

Caetano precisa ficar atento nas palavras. Elas, uma vez pronunciadas, não têm retorno. E ele está ficando especialista em falar muito, mas realizar pouco.

Veja o Vídeo: