O crime aconteceu na última quarta-feira, dia 26, e segue sendo investigado pela Polícia Civil.

Foram presos os dois primeiros suspeitos de envolvimento com a morte do presidiário no semi aberto, Elídio da Silva, de 32 anos, que foi morto com os braços e pernas amarrados. 

Os suspeitos são Abdias Custódio de Souza, de 18 anos, e o menor K.A.S, de 16 anos. Questionados, os suspeitos presos alegaram que a morte de Elídio tratou-se de um acerto de contas entre o grupo e a vítima. Ambos tinha envolvimento com drogas, e isso seria um dos motivos.

O crime aconteceu no Bairro de Copacabana no dia 25 de fevereiro. A vítima estava no regime semi aberto há cerca de três meses, e foi morta com requintes de crueldade, após ter mãos e pés amarrados. Com a prisão dos suspeitos, a Polícia Civil poderá esclarecer o crime num breve espaço de tempo.