Polícia Federal desarticula organização criminosa de tráfico de drogas

Haverá coletiva para a imprensa às 10h no auditório da Superintendência Regional da Polícia Federal no Acre.

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira, 13, a “Operação Alvorecer”, destinada a desarticular Organização Criminosa que atuava em tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em vários Estados do país.

No total, foram cumpridos 81 mandados judiciais, dentre os quais 13 mandados de prisão preventiva, 19 mandados de busca e apreensão e 49 sequestros e bloqueios de bens. Foram cumpridos mandados dentro de presídios no Rio Grande do Norte, no Estado do Acre, em Alagoas e na capital potiguar.

Em razão da periculosidade dos principais investigados, a Polícia Federal requereu e a Justiça deferiu o envio dos principais membros da Organização Criminosa a um presídio federal.

A investigação foi conduzida pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal no Acre, especializada no combate às organizações criminosas, que acionou o Grupo de Pronta Intervenção, equipe tática treinada para atuar em situações de grande perigo, a fim de evitar riscos aos moradores locais.

Durante as investigações, a Polícia Federal contou ainda com o apoio operacional da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O nome da Operação faz referência ao horário em que a Organização Criminosa buscava atuar no transporte de entorpecentes e, principalmente, simboliza uma nova esperança (novo nascer do sol) a todos aqueles que tiveram a vida destroçada pelo vício nas drogas ou que tiveram parentes vitimados pelo uso de cocaína.

Estima-se que a movimentação financeira da organização criminosa, somente no período da investigação, tenha sido superior a R$ 20 milhões, entre depósitos e retiradas, valores estes oriundos principalmente do tráfico internacional de drogas.