Mais um corpo é achado em rio no Acre; vítima estava com as mãos amarradas

Cadáver foi encontrado já em estado de decomposição. Mais cedo, outro corpo foi achado dentro do rio, no bairro Airton Sena.

Mais um corpo foi encontrado boiando nas águas do Rio Acre, em Rio Branco, nesta quarta-feira (9). O primeiro cadáver foi achado por volta das 8h20. Ao meio-dia, um barqueiro encontrou outro corpo em estado de decomposição. O homem estava com as mãos amarradas.

O Corpo de Bombeiros do Acre fez o resgate do cadáver, que estava no Porto do Beco Beira Rio, bairro Cidade Nova, e acionou o Instituto Médico Legal (IML). A vítima ainda não foi identificada.

Os bombeiros informaram que a informação inicial era de que o cadáver boiava no rio na Gameleira, região do Segundo Distrito da capital acreana.

A equipe então foi avisada que um barqueiro havia pegado o cadáver e amarrado em uma estaca, dentro do rio.

A Polícia Militar do Acre (PM-AC) fez o isolamento da área.

Família de trabalhador rural
Familiares acreditam que o corpo achado após boiar às margens do Rio Acre na Rua Campo Novo, no bairro Airton Sena, em Rio Branco, é do trabalhador rural Raimundo Carvalho da Silva, de 39 anos, que está sumido desde sábado (5).

A informação foi confirmada pela cunhada da vítima, a cozinheira Maria Aparecida Braga, de 31 anos. Maria informou que o irmão da vítima foi até o Instituto Médico Legal (IML) para tentar reconhecer o parente.

“Todas as características confirmam, mas a digital não bate com a dele. Confirma a bermunda que estava, a tatuagem em um dos braços e até uma unha que estava machucada. As aparências são dele”, contou Maria Aparecida.

Do G1 Acre