Pelo andar da carruagem a prefeitura de Tarauacá vai ser disputado a tapa em 2020

A prefeitura de Tarauacá deixou em frangalhos políticos quase todos os seus ex-prefeitos nas últimas décadas. Mesmo assim continua sendo desejada como sempre. Para a disputa de 2020.

Desde a atual prefeita, Marilete Vitorino (PSD), até o mais novo artista da web-mídia, “Chiquim R7”, há um time de pretendentes. Todos querem ser prefeitos, mas nenhum quer arrumar a cidade, feia pela buraqueira e pobre economicamente. Um ou outro empresário se destaca, mas o resto da população vive a frugalidade econômica daquelas cidades indianas desgovernadas, com vacas pelo meio da rua.

Oficial e extraoficialmente já se conhece como candidatos anunciados a prefeita Marilete Vitorino, que iria para a reeleição; o atual vice-prefeito, Chico Batista, que é do PP do governador Gladson Cameli; a vereadora Janaína Furtado, do Rede, que disputou o governo e fez bonito em seu município; o advogado Júnior Feitosa, que já se arrumou umas duas vezes para a disputa, mas na hora “h” desiste, mas que dessa vez promete levar avante; o multimídia “Chiquim R7 melhor do Acre”, que assegura estar andando em Rio Branco buscando apoio financeiro; e ao menos duas candidaturas da esquerda, a do PT, cuja cúpula estaria tentando convencer o ex-prefeito Rodrigo Damasceno a voltar a lume, e a do PCdoB, que terá reforço da deputada federal Perpétua Almeida, do estadual Edvaldo Magalhães e provavelmente do ex-deputado Moisés Diniz.

O camarada Chagas Batista, Guevariano e Fidelino, sempre disposto à guerrilha, mesmo sentado numa rede, seria o candidato preferido. E tem mais pré-candidatos com menos visibilidade, aos quais o Blog do Evandro Cordeiro não teve acesso aos nomes. Ou seja: se brincar, a prefeitura de Tarauacá vai ser disputada a tapa em 2020. 

Por evandrocordeiro.com