Mulher quase é degolada por linha de cerol no município de Sena Madureira

A moradora de Sena Madureira identificada como Nida Silva por pouco não foi vítima de uma tragédia na data de ontem.

Por: Edinaldo Gomes

Ao trafegar em uma motocicleta, a mesma sofreu um ferimento no pescoço provocado por uma linha de cerol, na Rua Siqueira Campos.

Em sua página no facebook, Nida agradeceu a Deus pelo livramento e ao mesmo tempo pediu das autoridades competentes que adotem providências com relação a isso. “Primeiramente quero agradecer a Deus pelo grande livramento que ele me deu, por pouco não acontece o pior. Hoje, por volta de meio dia, eu vinha de moto na Rua Siqueira campos quando fui surpreendida com uma linha de cerol por pouco não fui degolada. Peço que as autoridades competentes tomem providências, pois isso é um absurdo”, comentou.

A postagem gerou vários outros comentários, todos eles a favor da vítima. “Graças a Deus mesmo. Poderia ter sido fatal. Alguma coisa tem que ser feita para que outras pessoas não sejam vitimadas”, retratou o internauta Agnaldo Fernandes.

Nas Ruas do município é comum a presença de pessoas soltando pipas. ”O ideal seria praticar tal atividade em um local isolado, onde não houvesse um fluxo de pessoas, mas infelizmente aqui em Sena Madureira as pessoas soltam pipas no meio da Rua, utilizam cerol e colocam em risco a vida de outros moradores. É preocupante”, comentou o morador Sérgio Lima de Queiróz.

O cerol é uma mistura cortante de vidro moído e cola que se passa na linha com que se empinam papagaios ou pipas, a fim de que possa talhar a linha de outro papagaio ou pipa quando ambos estão no ar.