Suspeito de matar a mãe e vizinha no Acre fala em ‘mensagem divina’ para cometer crimes, diz polícia

Moradores do ramal dizem que suspeito falou em matar seis mulheres e depois cometer suicídio. ‘Ele está transtornado’, diz delegado.

Ao menos quatro viaturas da PM estão à procura do homem que matou a madrasta na segunda-feira (30) e outra moradora no ramal Arco-íris, em Rodrigues Alves, no interior do Acre. De acordo com a polícia, o criminoso conhece bem a floresta onde está escondido, o que dificulta a captura.

O suspeito foi identificado como Adriano Pereira e, segundo a polícia, teria informado à comunidade que mataria seis mulheres e logo em seguida cometeria suicídio.

As buscas ao criminoso tiveram início logo que ele assassinou sua mãe com um tiro de escopeta na tarde de domingo (30).

De acordo com a polícia, a mulher estava orientando o filho a deixar o mundo do crime e ele teria ficado revoltado com os conselhos, por isso, pegou a arma e atirou no pescoço de Sebastiana Pimentel, de 52 anos.

Após cometer o crime, o homem ficou por algum tempo ao lado do corpo da mãe e depois deixou o local antes da chegada da polícia. De acordo com o comandante da PM, major Evandro Bezerra, assim que chegou a informação da ocorrência, policiais foram à comunidade, mas não conseguiram encontrar o autor do homicídio.

Nesta terça-feira (1ª) pela manhã, Pereira apareceu na comunidade e matou outra mulher que morava próximo a casa da mãe dele. Maria Alice de Araújo, de 50 anos, também foi assassinada com um tiro no pescoço. A mulher estava na cozinha quando o homem mirou pela janela e efetuou o disparo.

Um filho de Sebastiana que estava em casa ainda perseguiu o autor do disparo e chegou a entrar em luta corporal com o assassino que conseguiu escapar e se embrenhou na mata. A mulher era mãe 15 filhos. Um deles compareceu a delegacia de Cruzeiro do Sul nesta quarta-feira (2) e contou como o crime ocorreu.

“Minha mãe estava ajeitando o almoço e ele veio por trás de casa e atirou nela. Sem motivo nenhum, só por maldade mesmo. Ele foi criado com a gente lá mesmo desde menino. Ele disse que ia fazer uma festa e decidir a vida dele nesse final de ano, foi o que disseram lá”, contou o rapaz que não quer ser identificado.

De acordo com o delegado Alexnaldo Batista, o suspeito já cumpriu pena no presídio de Cruzeiro do Sul e era procurado por ter cometido outro homicídio em Rodrigues Alves há mais de um ano.

“Informações que temos de moradores do ramal são de que ele está transtornado, houve conversa que ele estava com uma bíblia dizendo que era uma mensagem divina para ele cometer esses crimes. Também tivemos informações de que ele prometeu matar até seis mulheres e depois não ia ser preso, ia cometer o suicídio”, disse o delegado.

No ramal, o medo tomou conta dos moradores. Os familiares da segunda vítima, que será sepultada na tarde desta quarta, decidiram deixar a comunidade e só devem voltar para casa depois da prisão de Pereira.

A polícia garante que as buscas seguem dia e noite para tentar prender o criminoso. Uma viatura do Comando de Operações Especiais (COE) e mais três patrulhas da PM realizam diligências no ramal em busca do suspeito.

Do G1 Acre