Mãe aconselha filho a sair do crime e acaba morta com tiro de espingarda em Rodrigues Alves

Polícia diz que filho de criação é suspeito de matar Sebastiana Amelia, de 51 anos. Crime ocorreu na zona rural da cidade de Rodrigues Alves, interior do Acre.

A agricultora Sebastiana Amelia Pereira Pimentel, de 51 anos, foi assassinada com um tiro de espingarda no início da manhã desta segunda-feira (31). O crime ocorreu no Ramal Arco-Íris, zona rural da cidade de Rodrigues Alves, interior do Acre. Segundo a polícia, o suspeito do crime é o filho de criação da vítima, que está foragido.

A Polícia Militar (PM) informou que o suspeito se irritou com os conselhos dados pela mãe e atirou na agricultora. O homem, que não teve a identidade divulgada, fugiu após o crime.

“Ela pegou ele para criar quando era pequeno. É um local de difícil acesso, na zona rural. A motivação, segundo testemunhas, ele estava drogado, é um cara perigoso, tem passagem pela penitenciária e estava foragido. Ela estava dando conselhos para ele sair daquela vida e sem mais ou menos entrou no mato e pegou a espingarda”, explicou o sargento da PM-AC Wladimir da Costa.

Costa falou que a agricultora foi atingida com um tiro no pescoço. A mulher morreu no local do crime. Após o disparo, a PM disse que o suspeito expulsou todos da casa e ficou ao lado do corpo.

“Morreu quase que instantaneamente. Ela estava na casa de farinha conversando com ele. Atirou nela de uma distância de três metros. Depois que percebeu que a polícia ia chegar fugiu pela mata”, acrescentou.

Ainda segundo a polícia, o suspeito tem passagem por assalto, furto, roubos e outros crimes. Foram feitas buscas pelo suspeito no local, mas a PM-AC não encontrou o homem. “Acionamos a perícia e o IML [Instituto Médico Legal]”, concluiu.

Por Aline Nascimento, G1