Urgente: Áudio entre Prefeito Zum e um Boliviano mostra possível desvio de verbas das contas da Prefeitura para pagar dívida de campanha

Áudio gravado por César durante a conversa com o Prefeito Zum, mostra que o Prefeito está tentando pagar o Boliviano com o dinheiro público.

Um áudio gravado por um cidadão de nacionalidade boliviana identificado por César, envolvendo o Prefeito de Assis Brasil, Antônio Barbosa, foi enviado a nossa redação de notícias onde trata-se de valores e medições de obras da Prefeitura do Município e uma dívida que o Prefeito Zum tem com o cidadão Boliviano.

Em áudio, o Prefeito Zum diz que está tentando desbloquear três contas e já entrou em contato com a Gerente do Banco Caixa Econômica Federal, uma das contas tem uma medição de R$ 150,000,00 (cento e cinquenta mil reais), outra conta tem a medição de R$ 400,000,00 (quatrocentos mil reais) e a última conta tem a medição de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais).

“Essas três contas estão bloqueadas ainda e eu tenho 15 a 20 dias para desbloquear, agorinha mesmo eu liguei para a Gerente ela está numa videoconferência e depois que acabar a vídeo conferência ela vai me ligar, porque eu já coloquei aqui para ligar para o superintendente do Caixa Econômica, eu não sei por que uma conta leva tanto tempo para ser liberada um pagamento, se já tem a medição o dinheiro está na conta eu tenho que pagar essa medição César para tirar esse teu dinheiro”, disse Zum no áudio.

Vale ressaltar que César é de nacionalidade boliviana não tem vínculo nenhum com a Prefeitura do Município de Assis Brasil e esse débito do Prefeito Zum não é referente a prestação de serviço, é possível acreditar que o prefeito Zum queira pagar uma dívida pessoal com o dinheiro público como transmite o áudio abaixo.

No áudio, pelo tom de voz do Gestor, é possível notar que a presença do cidadão Boliviano não agradou nada-nada o Prefeito Zum que aparenta estar alterado durante essa conversa secreta em seu gabinete, pois César foi entregar uma intimação para que o Prefeito Zum compareça na audiência sobre a dívida que era para ter sido paga a um tempo atrás como Zum havia prometido.

Entenda o caso

Segundo foi apurado pela redação do site 3 de Julho Notícias, tudo começou quando o Candidato a Prefeito do PSDB foi eleito e não pagou os cabos eleitorais, revoltados com o possível calote os cabos eleitorais decidiram fazer um manifesto no dia da posse de Zum, mas antes que o manifesto acontecesse, Zum pegou emprestado aproximadamente R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) para pagar os cabos eleitorais com César.

De acordo com relatos, Zum pegou o dinheiro emprestado para pagar em três meses, mas até o momento a conta de campanha não foi paga e de acordo com o áudio, o Prefeito de Assis Brasil tem a intenção de pagar esta conta com o dinheiro público.

Devido à demora no pagamento, o Boliviano César decidiu entrar com uma ação na justiça para que o Prefeito Zum possa estar lhe restituindo este valor, e para obter mais provas contra o Prefeito Zum, o mesmo gravou o referido áudio e entregou para o seu advogado colocar no processo como prova.

Quando o Prefeito Zum diz “Eu tenho que pagar essa medição César para tirar esse teu dinheiro” acredita-se que ele está se referindo a pagar a empresa que ganhou a licitação, o que é dificílimo de descobrir já que a prefeitura do município de Assis Brasil não dispões do Portal da transparência e muito menos se sabe se está havendo processo licitatório na Prefeitura e após pagar a empresa, Zum supostamente recebe o dinheiro de volta possivelmente como lavagem de dinheiro, esta é uma situação delicada que tende a ser analisada.

A nossa redação entrou em contato com o Vereador Piel (PSD) e nos afirmou que já tem conhecimento do caso e que na próxima semana estará na Capital Rio Branco junto da Vereadora Ivelina Marques (PT) para denunciarem no Ministério Público e na Polícia Federal este caso.

Tentamos também entrar por várias vezes em contato com o Prefeito Zum através do Cel: (68) 99999-64XX, mas não foi possível falar com o gestor para saber a sua versão dos fatos.

Veja o Vídeo: