Doze municípios do Acre estão com chuva acima da média para novembro

Em Xapuri, o Rio Acre chegou a subir 2,11 metros em 24 horas na última semana. Em Porto Walter, a previsão de chuvas para este mês era de 217 mm, mas já choveu 427 mm na cidade.

Doze dos 22 municípios acreanos registraram chuvas acima da média para o mês de novembro deste ano. A informação é do major Cláudio Falcão, do Corpo de Bombeiros. Nesta sexta-feira (30), o major explicou que a previsão é de chuvas ainda mais intensas para o mês de dezembro em todo o estado.

“Há duas semanas temos a previsão de chuva todos os dias e isso tudo reflete nos níveis dos nossos rios, pois é muita água, chuvas muito rigorosas. Por isso, é necessário o acompanhamento dessas cidades”, destaca.

Entre os municípios com chuvas intensas está Xapuri que, segundo o major, apresentou na última semana aumento de 2,11 metros no nível do Rio Acre em 24 horas. A média de chuva esperada para a cidade era de 204 milímetros, mas já choveu 209 mm.

Outros municípios que também superaram a média de chuvas estão Brasileia em que o esperado era 206 mm, mas o acumulado chegou a 261 mm. Em seguida aparece Porto Acre com previsão de 201 mm de chuva, mas já registrou 209 mm. Sena Madureira também registrou altos níveis de chuva, o esperado era 231 mm, mas já choveu 316 mm.

Em Cruzeiro do Sul, a previsão era de 231 mm, mas o acumulado já chegou a 397 mm. Porto Walter foi o município que mais ultrapassou a média já que o esperado para novembro era de 217 mm, mas, segundo os bombeiros, já choveu na cidade 427 mm. Quem também aparece na lista é Marechal Thaumaturgo com a previsão de 196 mm de chuva, mas o registro acumulado de 293 mm.

Rio Branco

Em Rio Branco, segundo o major, as chuvas estão dentro do esperado para o mês. Até a quinta-feira (29), o acumulado no município era de 149.8 milímetros. Porém, o nível do Rio Acre na capital acreana continua subindo, pois as cabeceiras dos rios estão cheias. O afluente está 7,66 metros nesta sexta (30).

“É isso que precisamos entender, que o que causa alagamento não é o que chove em Rio Branco, mas o que chove ao longo das cabeceiras nos municípios. Então, essa água toda desce para a capital e o rio enche bastante”, explica.

Ainda conforme Falcão, nesta sexta (30) o nível do Rio Acre, em Rio Branco, apresentou uma vazante de mais de 1 metro em 24 horas e chegou a 7,66 metros. Mesmo assim, quando comparado com o mesmo dia em novembro de 2015, quando houve a maior cheia histórica, o nível do manancial na capital era de 2,21 metros.

“Temos cinco metros de água a mais nesse momento do que no mesmo dia 2015. Ou seja, a gente não precisa ficar impressionado e nem preocupado com as chuvas em Rio Branco, mas vistoriar todos os municípios como Assis Brasil, Xapuri, Brasileia e a Aldeia dos Patos, no Peru”, complementa.

Veja o Vídeo: A partido de 2019 estaremos inovando nossa programação.

Olá caros simpatizantes que acompanham os trabalhos do 3 de Julho Notícias, pelo imenso respeito que temos com vocês viemos de ante mão informar que o veículo de Comunicação 3 de Julho notícias passará por uma renovação e com isso no ano de 2019 estaremos inovando, se antes a programação era gravada agora passará a ser ao Vivo tanto o telejornal como também o 3 de Julho Entrevista e você vai poder participar direto do seu município pelo seu smartphone, tablete, computador ou notbook com comentários sobre a sua cidade pelo WhatsApp através do número que aparecerá na descrição deste vídeo seja de qual região do estado do Acre você for.

Por Quésia Melo, G1