Instituto de Matemática é um dos diferenciais da educação do Acre

Este ano, por exemplo, o Estado apresentou elevado crescimento e alcançou a maior nota da Região Norte no ensino fundamental.

Por Mágila Campos

Nos últimos anos, a educação do Acre tem elevado a sua qualidade de ensino, como mostram os resultados de avaliações como o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). 

Para alavancar o ensino e consequentemente os índices avaliativos, o governo acreano adotou diferentes políticas educacionais, como a criação de espaços inovadores de incentivo ao conhecimento, como o Instituto de Matemática, Ciências, Filosofias e Ética (IMCFE).

Considerado referência em inovação, o IMCFE é um dos legados da gestão do governador Tião Viana, para a educação amazônica. Na prática, o instituto atua para complementar o ensino público acreano e incentivar o desenvolvimento intelectual da juventude.

“O grande diferencial é que todos os serviços são gratuitos e disponibilizados para o público em geral. E buscamos sempre ofertar atividades inovadoras que possibilitem a formação da nossa população em diferentes ramos”, explica Eliomar Amorim, coordenador do espaço.

Mais de 40 mil atendimentos

No estabelecimento são oferecidas atividades educacionais em todas as áreas do conhecimento. De exatas a humanas tem cursos que contribuem para o desenvolvimento de novas habilidades e a qualidade da educação acreana.

Desde que iniciou sua atuação em 2014 o espaço já realizou cerca de 44 mil atendimentos. Entre os serviços ofertados pelo instituto destacam-se: Cursos de Robótica, Matemática Financeira e divertida, Lógica, Xadrez e Filosofia.

”Aqui é um lugar diferenciado, né?! Porque é um local que não tem em outros lugares. Aqui a gente vem e, além de estudar assuntos que não fazem partem da grade da escola, a gente pode aprimorar o que já viu na sala de aula. Eu acho fantástico!”, conta o estudante de robótica Amóm Franco.

Alunos medalhistas

A maneira diferenciada de ofertar diferentes temas fez com que o Instituto se tornasse referência em uso de tecnologias para ensino, e seu trabalho tem apresentado resultados. Tanto que seus alunos têm se destacado a nível nacional, em diversas competições, como nas Olimpíadas Brasileira de Matemática (Obmep) e em torneio de Cubo Mágico.

Como é o caso do estudante Daniel Oliveira, medalhista de ouro em torneio nacional de Cubo Mágico em 2018. O estudante frequenta o espaço desde que estudava o ensino médio e continuou após o término do ensino básico.

” Comecei a frequentar aqui quando ainda era estudante do ensino médio e não parei mais. Fiz quase todos os cursos, e hoje esse espaço é a minha segunda casa”, conta.

Aliás, foi no órgão que ele aprendeu as técnicas de cubo mágico por meio de um curso oferecido no local. A conquista de Oliveira se tornou um marco, já que foi a primeira vez que o estado emplacou um representante local num torneio nacional de Cubo Mágico.

Indicação a prêmios

Além dos destaques estudantis, o IMCFE foi um dos espaços do Norte indicado ao prêmio nacional Darcy Ribeiro. O prêmio busca reconhecer experiências e personalidades importantes para a educação do país. Na competição o Instituto acreano ficou entre os 10 melhores colocados.

No Juruá

Por seu sucesso, além da sede em Rio Branco – situada nas instalações do Centro de Referência de Inovações Educacionais (Crie), o instituto  expandiu sua atuação também para a região do Vale do Juruá. E em março, deste ano, foi inaugurado um polo em Cruzeiro do Sul.

Ambos os estabelecimentos fazem parte da estrutura da Secretaria Estadual de Educação e Esporte (SEE) e são vinculados à Diretoria de Inovação. Para funcionar contam com apoio direto da administração estatal.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

3 de Julho Entrevistas 13ª Edição

Veja nesta edição a entrevista com o Vice-presidente da Câmara de Brasileia, Rozevete Honorato ele que vai contar um pouco da sua carreira política e também falará da sua experiência como vereador de primeiro mandato.