SENAR recebe colaboração da cadeia produtiva da carne no Estado

Ações irão focar na formação mais ampla dos produtores rurais para alavancar a produtividade na bovinocultura de corte.

Da Assessoria

A equipe do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR – Acre) recebeu na última quinta-feira (27) a visita de técnicos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Acre) e da Secretaria de Estado de Agropecuária do Acre (SEAP), com o objetivo de preparar conteúdo programático e itinerário formativo para projeto de desenvolvimento de pecuária de corte, voltado para médios produtores do Acre em 2019.

A parceria integra a mudança de foco nas ações do SENAR – Acre, que, capitaneado pela Administração Central, se prepara para investir na formação mais ampla dos produtores rurais do Estado, priorizando a assistência técnica e gerencial qualitativa.
“Esse encontro é fundamental porque destaca a nossa mudança de foco e de estratégia.

Foram debatidos dois pontos essenciais para alavancar a efetividade das ações do SENAR: a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), que já está sendo desenvolvida fortemente nos outros Estados, e que no Acre será investida dentro da pecuária de leite, corte e mandiocultura; e a questão do itinerário formativo, que visa possibilitar uma formação mais ampla e integral do produtor dentro da sua área de atuação.

Por exemplo: quem trabalha com pecuária de leite será instruído a investir em cursos que sejam voltados para essa cadeia específica, invés de participar de ações em várias áreas sem foco e impacto no ganho de produtividade e renda do empreendimento rural”, explicou Mauro Marcello Oliveira, Superintendente do SENAR Acre.

Judson Valentim, pesquisador da Embrapa Acre, destacou que o encontro traz o primeiro passo para uma capacitação de qualidade dentro da assistência técnica: “Esta ação integrada ilustra a entrada do SENAR acreano na assistência técnica continuada, essencial para a mudança da pecuária no Estado. O médio produtor, que estava em um ‘limbo’ em termos de acesso ao conhecimento, será o maior beneficiado da ação conjunta, pois esse grupo detém a maior proporção do rebanho acreano”.

“Tivemos a oportunidade de conviver com os grandes especialistas da pecuária de corte do Estado. O médio produtor, que é o alvo dessa ação, será o maior beneficiado – e, ao beneficiar os produtores, toda a economia acreana, consequentemente, será beneficiada”, disse Edivan Maciel, médico veterinário da SEAP.

Por fim, o Superintendente destacou a importância da participação da Embrapa e da SEAP no planejamento das ações: “Como serviço de aprendizagem, o SENAR tem a metodologia e a competência para realizar os programas de capacitação com o melhor resultado possível, porém o conhecimento técnico de nossos colaboradores é primordial para o êxito do projeto”.

3 de Julho Entrevistas 10ª Edição

Assista a entrevista com a Presidente da Associação dos Portadores de Hepatite do Alto Acre e conheça: Dos tipos de hepatite até o tratamento”.