Candidata do Acre é presa por suspeita de fraude no concurso da Assembleia de Rondônia

Os fiscais flagraram Adelcleide estava com dois celulares entre as pernas. A acusada negou que estivesse tentando fraudar o concurso.

Uma mulher identificada como Adelcleide C.S., 35 anos, natural do Estado do Acre, foi presa em flagrante dentro de uma sala de aula da escola João Bento da Costa, localizada na Rua das Camélias, bairro Jardim Eldorado, região Sul de Porto Velho. Ela foi acusada de tentar fraudar as provas do concurso da Assembleia Legislativa, realizadas neste domingo em todo o Estado.

De acordo com informações que constam no boletim de ocorrência, uma guarnição da Polícia Militar foi acionada para se deslocar à Escola, onde havia uma mulher detida por suspeita de fraude no concurso. Em contato com um representante da Fundação Getúlio Vargas, responsável pelo certame, a mulher estava bastante nervosa e os fiscais passaram a monitorá-la.

Em determinado momento os fiscais observaram que Adelcleide estava com dois celulares entre as pernas e fazendo vídeos e mandando em mensagens do Whatsapp para um grupo do aplicativo. Os policiais ainda flagraram a mulher apagando várias apps dos celulares e ela recebeu voz de prisão, sendoe conduzida para a Central de flagrantes.

A mulher relatou que veio a Porto Velho apenas para fazer a prova e não estava fraudando o concurso.

Telejornal 3 de Julho Noticias 15ª Edição

Veja nesta edição do Telejornal 3 de Julho noticias, as prisões e apreensões que aconteceram na Fronteira, Prefeita de Brasiléia Fernanda Hassem e Vereadores participaram de reunião em comunidade rural, Vereador Alcione pedindo providências quanto aos caos infraestrutural em Epitaciolândia e outros.