Batalhão Ambiental realiza operação no Complexo de Florestas do Gregório

As operações dispõem de um efetivo policial qualificado para esse tipo de policiamento.

Com o intuito de combater ações criminosas, o Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA), em parceria com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), realizou operação de fiscalização no Complexo Estadual de Florestas do Gregório, situado em Tarauacá e Cruzeiro do Sul.

Durante a ação, a tropa efetuou abordagens nas florestas dos rios Liberdade, Acuraua, Tauari, Gregório e comunidade Morro da Pedra, a fim de garantir a segurança dos comunitários e vistoriar quaisquer irregularidades.

“O governo do Estado, por meio do Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) e do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA), tem intensificado as fiscalizações em unidades de conservação.

Além de combater os crimes contra o meio ambiente, o BPA patrulha ilegalidades de diferentes naturezas”, explica o coronel Antônio Teles, comandante do batalhão.

Vistorias em todo o estado estão sendo promovidas simultaneamente, em especial neste período de estiagem, quando a probabilidade de focos de calor aumenta.

“A fiscalização é realizada na BR-364 e também nos ramais adjacentes”, observa Teles. Segundo ele, os quadriciclos adquiridos pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) facilitam o acesso dos policiais.

Edegard de Deus, gestor da Sema, ressalta a importância da ação integrada. “Essa parceria com o Batalhão da Polícia Ambiental é fundamental para que possamos manter a ordem e proteger nossa floresta, bem como a comunidade que habita nela.”

Complexo de Florestas do Gregório

No Complexo de Florestas, onde vivem aproximadamente mil famílias, o governo do Estado já investiu R$ 38,8 milhões na política de desenvolvimento sustentável, proporcionando mais qualidade de vida aos moradores e uma economia diversificada, ao mesmo tempo que garante a preservação das unidades de conservação e a redução do desmatamento ilegal.