Desembargador que mandou soltar Lula pede investigação contra Moro

Na terceira decisão que publicou neste domingo, Rogério Favreto diz que encaminhou manifestação de Moro para a Corregedoria do TRF4 e o CNJ.

Na terceira decisão publicada neste domingo (8), em que pediu que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja solto, o desembargador plantonista Rogério Favreto, do TRF4, criticou o juiz Sérgio Moro, por ter se manifestado em meio ao impasse judicial. Ele ainda pediu que a conduta de Moro seja investigada.

No início do despacho, Favreto diz que a decisão “não desafia atos ou decisões do colegiado do TRF4 e nem de outras instâncias superiores.

Muito menos decisão do magistrado da 13ª Vara Federal de Curitiba, que sequer é autoridade coatora e nem tem competência jurisdicional no presente feito”.

Juristas: decisão de desembargador sobre Lula tem caráter político

Depois, o desembargador afirma que a manifestação de Moro será enviada à Corregedoria do TRF4 e ao Conselho Nacional de Justiça, para “apurar eventual falta funcional”, já que o juiz está em uma instância abaixo.

noticias.r7.com