O policial civil Maicon Cezar se encontra fora da cidade de Brasiléia, de onde era lotado na delegacia da cidade.

O juiz da Comarca de Brasiléia, Doutor Clovis Lodi, emitiu natarde desta terça-feira, dia 19, o mandado de prisão preventiva conta a pessoa do policial, Maicon Cezar Alves dos Santos, acusado do envolvimento no furto de armas na delegacia do município, na madrugada do dia 12.

O caso que repercutiu em todo o Acre, foi solucionado após intensa investigação por parte dos agentes da delegacia, coordenados pelo delegado titular da mesma, Karlesso Nespoli. Cerca de cinco armas foram furtadas com ajuda do policial, que facilitou a entrada de uma pessoa com nacionalidade boliviana.

Outros três também estão sob custódia no sistema prisional do Estado, acusados de envolvimento no furto, entre eles, uma mulher. Cerca de cinco armas, entre elas duas submetralhadoras e um fuzil, além de carregadores e munições, foram localizadas ao lado do hotel que era arrendado pelo policial na cidade de Brasiléia.

Maicon se encontra fora da cidade de Brasiléia, de onde era lotado. O mesmo fora visto se deslocando com sua família para a Capital do Acre na tarde de sábado, dia 16, antes de seu nome aparecer como envolvido no furto das armas.

3 de Julho Entrevistas 6ª Edição

Veja nesta entrevista o Gerente regional do Sebrae, Jorge Saad, explicando as principais ações do Sebrae durante o primeiro semestre e quais foram as principais atividades do Sebrae voltadas para o agronegócio, indústria e comércio, Curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube e lembre-se de ativar as notificações clicando no sininho.

Por Alexandre Lima / oaltoacre