De coitado ele não tem nada; Vagner Sales recebeu mais de meio milhão de reais em diárias da Prefeitura

Ex-prefeito recebia pagamentos quando viajava para defender interesses pessoais ou mesmo a tratamento de saúde

Documentos obtidos com exclusividade pela reportagem do O Juruá Em Tempo dão a dica de como o ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, conseguiu se tornar um dos homens mais ricos do Vale do Juruá, mesmo que nunca tenha sido empresário, herdeiro de alguma fortuna ou acertado na mega-sena.

A despeito de ser um político e ex-funcionário público que trabalhou com carteira assinada apenas por alguns meses na Câmara Municipal e dali ter iniciado uma vitoriosa carreira política e financeira. Vagner iniciou como vereador depois eleito seguidas vezes como deputado estadual e em 2008 se elegeu prefeito e reeleito em 2012, Vagner Sales, em matéria de poder financeiro, disputa com tradicionais empresários e herdeiros de fortunas na região.

Um desses fatores que podem explicar o motivo de tamanho enriquecimento é a apropriação, pura e simples, de dinheiro público, sob a justificativa do pagamento de diárias que foram parar no bolso do prefeito mesmo quando ele viajava para defender interesses próprios ou mesmo para cuidar da saúde. Os documentos mostram que, em oito anos no mandato de prefeito, Vagner Sales se apossou de mais de meio milhão de reais em diárias.

Ele recebia diárias mesmo quando estava em Rio Branco ou Brasília, cidades onde possui imóveis residenciais. Recebia também como estivesse em Barsília tratando de interesses de Cruzeiro do Sul mesmo quando o interesse era dele, em particular, ou quando estava fora da Capital Federal.

Foi o que aconteceu a partir de 2013, quando ele passou a se defender em Brasília, junto ao Supremo Tribunal Federal, de uma série de processos que pediam sua cassação, quando chegou a ser afastado do cargo por períodos de horas e dias e depois ser reempossado pelo mesmo STF – assim conseguiu concluir seu polêmico mandato. Suas viagens a Brasília, naquele período, quando ia conversar com os advogados que o defendiam junto ao STF, nas mensagens à Câmara Municipal em que comunicava a ausência do município e anunciava as diárias que concedia a si mesmo, eram justificadas como de interesse da municipalidade.

A mesma justificativa ele deu quando foi submetido a uma cirurgia de emergência, no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, distante pelo menos 1010 quilômetros de Brasília, onde ele disse que estava a serviço de interesse de Cruzeiro do Sul.

Era o dia 21 de novembro de 2014. De fato, no dia anterior, Vagner Sales estivera em Brasília, mas teria se sentido mal na Capital Federal e mesmo que ali o serviço médico não esteja entre os piores do país, o então prefeito de Cruzeiro do Sul preferiu o luxo do Sírio Libanês, hospital da elite quatrocentona de São Paulo e no qual uma simples consulta de seus médicos especialistas não sai por menos de R$ 1.800,00 e a diária de um dos apartamentos onde ele se internou chegue a R$ 5 mil, nos dias atuais.

Enquanto estava em São Paulo, mas com as diárias como se sua presença estivesse em Brasília, Vagner Sales foi submetido a uma cirurgia para normalizar o fluxo sanguíneo de duas artérias obstruídas do coração, no dia 21 de novembro de 2014.

Enquanto a filha do então prefeito, futura deputada federal Jéssica Sales e que também é médica, dava explicações sobre o estado de saúde de seu pai dando conta de que ele estava em São Paulo cuidando do próprio coração, a burocracia da Câmara Municipal e da Prefeitura de Cruzeiro do Sul dava conta que o então prefeito estava em Brasília, “cuidando dos interesses municipais”.

Como a internação do prefeito em São Paulo se estenderia até ‪29 de novembro daquele ano, o então prefeito prolongou sua falsa estadia em Brasília, recebendo assim, um valor próximo de R$ 8 mil, em duas vezes – o primeiro empenho de diárias foi correspondente ao período de 15 a ‪22 de novembro e depois, num segundo empenho, de 23 a 29 de novembro de 2014. Diárias pagas como se o prefeito estivesse em Brasília e não em São Paulo.

Os documentos informam que, nos oitos anos em que esteve à frente da Prefeitura de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales esteve ausente do município por exatos 530 dias, mais de um ano e meio de ausência.

Os deslocamentos estão documentos assim: em 2011, 87 dias fora do município; em 2012, 82 dias fora; em 2013, ano em que começou sua agonia junto ao STF, a ausência aumento para 101 dias fora do município; em 2014, a ausência aumentou para 119 dias; em 2015, a ausência caiu para 59 dias; em 2016, último ano de sua administração, 82 dias fora do município. Ao todo: 530 dias de ausências da administração.

O valor das diárias para viagens dentro do Estado é de R$ 481,68,  para viagens fora do Acre é  R$ 1.037,75. Com tamanha ausência, viajar no exercício de um cargo público, mesmo quando se trata de uma cidade com a economia combalida, como é o caso de Cruzeiro do Sul, pode ser um bom negócio. E que negócio…

Tabela de ausências

De 2011 a 2016 Vagner ficou 530 dias fora do município

2016 – 82 dias fora do município
2015 – 59 dias fora do município
‪2014 – 119 dias fora do município‬
2013 – 101 dias fora do município
2012 – 82 dias fora do município
2011 – 87 dias fora do município

Valor de diárias

R$ 481,68 para viagens dentro do Estado
R$ 1.037,75 para viagens para fora do Acre
Total, em valores atuais: mais de R$ 500 mil

Telejornal 3 de Julho 13ª Edição

Veja nesta edição as principais noticias da semana: Entre elas, Prefeito Tião Flores tenta distorcer a verdadeira imagem do município de Epitaciolândia, no Centro tudo limpo e iluminado, já nos Bairros a realidade é outra, o homicídio ocorrido em Epitaciolândia e também na cidade de Cobija, Curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube e lembre-se de ativar as notificações clicando no sininho.

3 de Julho Entrevistas 4ª Edição

Atenção: Você que paga seu IPTU e ISS você precisa assistir esta entrevista, saiba para onde está indo os tributos do municípios e para os servidores da Prefeitura, nesta entrevista á uma grande novidade sobre o benefício do 13º salário; curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube, lembre-se de ativar as notificações clicando no sininho, assim você terá mais facilidade para acessar nossos conteúdos.

Por Tião Maia – O Juruá em Tempo