Homem levou dois tiros de raspão e sobreviveu; mesmo ferido, ele conseguiu caminhar cerca de 200 metros até a BR, onde pediu socorro.

Priscila não resistiu e morreu no do matagal; PMs acharam o corpo/Foto: cedida

Bandidos armados invadiram na noite deste sábado (2) uma residência do município do Bujari e obrigaram os moradores a entrarem no veículo em que haviam chegado. Priscila Moraes, de 31 anos, e o marido dela foram então levados ao Ramal do Romão. A intenção dos criminosos era executar os dois.

Priscila foi morta a tiros. O marido, Alife Farias de Souza, 24, sobreviveu por ter sido alvejado de raspão na cabeça e no braço.

Mesmo ferido, ele conseguiu caminhar por cerca de 200 metros até chegar à BR-364, onde pediu ajuda a pessoas que passavam pela rodovia.

Unidades do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e da Polícia Militar chegaram rápido ao local.

Sangrando muito, Souza repetia aos paramédicos e policiais que a esposa estava no ramal. Os militares foram até o local indicado e encontraram o corpo de Priscila dentro do matagal, com vários tiros.

Polícias do 4º Batalhão continuam a fazer buscas na tentativa de prender os criminosos.

O corpo de Priscila foi removido e encaminhado Instituto Médico Legal de Rio Branco.

3 de Julho Entrevistas 3ª Edição

Veja a entrevista com o Presidente da Câmara de Vereadores de Brasileia, Rogério Pontes que conta um pouco sobre sua trajetória política e sobre os trabalhos do Poder Legislativo. Curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube e lembre-se de clicar no sininho, assim você estará ativando as notificações e terá mais facilidade de acessas nossos conteúdos.

Por contilnetnoticias.com