Cerca de sete postos ainda tem gasolina na capital acreana. Paralisação dos caminhoneiros acontece desde quarta-feira (23).

A paralisação dos caminhoneiros no Acre e nos outros estados do país deixa reflexos em diversos setores. Na capital acrena, Rio Branco, ao menos 59 postos estão sem gasolina neste sábado (26), segundo o Sindicato dos Revendedores de Derivados de Petróleo do Acre (Sindepac).

Conforme o sindicato, apenas sete postos de Rio Branco estão com gasolina e ainda tem etanol e diesel. Na capital, 66 postos são sindicalizados.

Prejuízo de R$ 130 mil por dia

O dono de quatro postos da rede Shell em Rio Branco, Eliazar Machado, diz que o grupo tem tido um prejuízo de R$ 130 mil por dia desde a quinta-feira (24), quando ficaram desabastecidos. Ele deixou uma placa informando o motivo do posto estar fechado.

“Estamos muito prejudicados porque a Shell não tem terminal de carregamento em Rio Branco. Pra ser sincero, a gente não vê expectativa de abertura. A gente aproveitou que estamos sem abrir para dar manutenção em geral, pra ver se quando abre dá uma nova cara”, diz.

O posto Equador, na Via Verde, tem apenas um pequena carga de etanol.

O caminhoneiros aderiram ao movimento nacional na quarta-feira (23) no Acre. Os manifestantes ocupam três pontos em rodovias da capital acrena, na BR-364, BR-317 e na entrada da Estrada Transacreana.

Paralisação dos caminhoneiros acontece desde quarta-feira (23) em três pontos de rodovias do Acre (Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre)

Na Via Verde, em Rio Branco, os caminhoneiros permaneceram encostados e recebem apoio da população. Eles dizem que a paralisação continua até que uma proposta seja feita e agrade a todos.

Caminhoneiro há nove anos, Wellington Gurgel diz que as estradas não estão sendo fechadas, mas estão parando cargas que abasteceriam a capital.

“Queremos agradecer a comunidade que tem nos dados apoio. A expectativa é que o presidente veja e faça um acordo bom para todo mundo. Algumas empresas ainda não estão colaborando, então por isso ainda estamos parando alguns caminhoneiros para deixar tudo parado”, diz.

O presidente do Sindicato dos Caminhoneiros e Máquinas Pesadas do Acre, Júlio Farias, diz que o movimento deve continuar por tempo indeterminado. Segundo ele, o movimento é pacífico e tem permitido a passagem de carro de passeio, vans, ônibus e caminhões carregados de materiais perecíveis e cargas vivas.

Serviços

O diretor da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans), Gabriel Forneck, afirmou que a frota de ônibus segue operando normalmente neste sábado (26). Segundo ele, aos finais de semana, a frota já é reduzida, então, não houve alteração.

O Superintendente da Polícia Rodoviária Federal do Acre (PRF-AC), Cezar Henrique, informou que os caminhoneiros que continuam no movimento estão com os carros parados no acostamento e que não estão obstruindo a pista. Porém, segundo ele, vários caminhoneiros já deixaram a paralisação no estado.

“A PRF fez o transporte dos caminhões com combustível para o aeroporto e postos, fizemos esse comboio dos veículos. Os caminhoneiros que saíram foram por livre vontade”, disse o inspetor.

Carretas com combustíveis estão estacionadas em terreno na margem de rodovia (Foto: Guilherme Barbosa/Rede Amazônica Acre)

O diretor do Central de Abastecimento de Rio Branco (Ceasa), Janderson Rodrigues, afirmou que o abastecimento segue normal neste sábado. De acordo com ele, quatro caminhões carregados de frutas e outros produtos chegaram de outros estados.

“Estão deixando passar os caminhões com carregamento perecível, então, até o momento, nosso abastecimento está normal. Além disso, muitos dos nossos fornecedores são do estado mesmo”, disse Rodrigues.

Dois voos foram cancelados no aeroporto de Rio Branco por causa da falta de combustível de aviação, informou a companhia aérea Latam neste sábado (26). A companhia sugere aos passageiros que liguem antes de ir para o aeroporto para saber se seu voo foi cancelado ou atrasado.

A Gol informou que os três voos previstos para esse sábado (26) estão confirmados.

O dono de uma mercearia em Rio Branco, que preferiu não ter o nome revelado, informou que só tem mercadoria garantida até segunda-feira (28). Segundo ele, a partir da próxima semana, se a paralisação dos caminhoneiros continuar, pode faltar água, gás, carne e outros produtos.

“Estou evitando até comentar com o pessoal sobre esse problema, porque as pessoas começam a querer comprar várias botijas e água para estocar. Eu me garanto até segunda, mas depois disso, não sei como vai ser”, disse o empresário.

A Central de distribuição de gás (Fogás), informou que os caminhões carregados com botijas que seguiam para o estado do Acre, ainda não chegaram porque não conseguiram passar no bloqueio da BR-364.

Caminhões com carga de combustíveis estão retidos na estrada (Foto: Guilherme Barbosa)

3 de Julho Entrevista 2ª Edição

Veja a entrevista com o senhor Antônio Muniz, ele que é coordenador da Casa de acolhimento Caminho de Luz, localizada no km 23 da Estrada do Pacífico, instituição de caridade esta sem fins lucrativos, mas que está disposta a ajudar os que a população juga não ter mais jeito, são pessoas que fazem uso abusivo de bebidas alcoólicas, dependentes químicos e pessoas que fazem uso de outras drogas, como por exemplo o cigarro.

Do G1 Acre