Objetivo do encontro foi pelas ações desenvolvidas pelo Poder Judiciário Estadual que contemplam os povos indígenas.

A presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargadora Denise Bonfim, recebeu em seu gabinete, na manhã da última sexta-feira (27), lideranças da etnia Shanenawa, cuja aldeia fica localizada no município de Feijó, distante cerca de 360 km de Rio Branco.

Também participou do encontro a coordenadora estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar, desembargadora Eva Evangelista, que fez inserir os povos indígenas à campanha a qual coordena. O juiz-auxiliar da Presidência, Lois Arruda acompanhou a reunião, que aconteceu na sede do TJAC.

O objetivo da visita, de acordo com o professor indígena Auricélio Brandão Shanenawa, que estava acompanhado do cacique Carlos Brandão e do também professor Waldemir Batista, foi agradecer à desembargadora-presidente pelas ações desenvolvidas pelo Poder Judiciário Estadual, que contemplam sua comunidade.

Ao final do encontro, os representantes Shanenawa entregaram um colar, “símbolo do acolhimento”, à presidente Denise Bonfim, ofertado pela liderança feminina Eni Brandão Shanenawa.

Ao agradecer pela visita, Denise Bonfim reiterou sua disposição em colaborações que ajudem a garantir cidadania aos povos tradicionais.

Telejornal 3 de Julho 7ª Edição

Show do Forró Boys, em Epitaciolândia termina em porrada

Dr. Edson Braga oficializa sua filiação ao PMN

MP realiza campanha de arrecadação de livros

Acidente deixa vítima gravemente ferida em Epitaciolândia

Policia de Pau dos Ferros prende empresário que vitimou família de Brasileia

Vereadora Ivelina de Assis Brasil denuncia mais uma obra abandonada em Assis Brasil.