Coluna do Crica

A hora é como um espelho

Os longos anos de jornalismo me ensinaram o cuidado de me precaver no comentário quando se trata apenas de uma Denúncia do Ministério Público, um pedido de indiciamento, sem uma condenação  definitiva. A honra é como um espelho, depois de quebrado em pedacinhos, as peças jamais se juntam. Cito o exemplo do deputado federal Flaviano Melo (MDB) quem, em todas as campanhas políticas os seus opositores o mostraram como chefe de uma quadrilha que assaltou os cofres estaduais quando ele era governador, em nome da “Conta Flávio Nogueira”, era taxado como “bandido” e outras adjetivações pesadas. Pois bem, vem agora o STF depois de longos 16 anos sentenciar que nada havia no bojo do processo que pudesse incriminar o ex-governador Flaviano Melo (MDB). Serve como um desabafo moral, mas não restaura a honra que foi pisoteada e enxovalhada nesta década e meia. Antes tarde, que nunca, diz o ditado. O ideal seria que não fosse tardia, mas célere a nossa justiça.

RE]VOLTA NO TJ

O clima foi de revolta ontem no Tribunal de Justiça com o acatamento da ADIN do MP que argüiu a inconstitucionalidade do projeto do deputado Raimundinho da Saúde (PODEMOS). Os servidores saíram aos gritos de “Fora, PT”, e proferindo adjetivações pesadas a vários petistas.

SABIA DISSO

O deputado Raimundinho da Saúde (PODEMOS) sabia que só o governador poderia apresentar um projeto que gera despesa, a CCJ da ALEAC sabia disso, e mesmo assim aprovaram um projeto que até o guarda-noturno sabia ser inconstitucional. Preferiram jogar para a platéia.

NÃO HÁ VONTADE POLÍTICA

Este jogo estava bem claro, não havia vontade política do governo em manter os servidores do Pró-Saúde, que foram induzidos ao erro de fazer um concurso para o órgão. Isso vai sobrar para os candidatos majoritários do PT, afinal, o atual governador não será candidato a nada.

NÃO FICO SATISFEITO, NUNCA!

Não fico satisfeito quando um pai de família concursado perde um emprego, principalmente, agora em que os Estados e Municípios vivem uma crise econômica. Mas não fico satisfeito também quando deputados iludem estes pais de famílias com medidas que sabem inócuas.

UMA CORREÇÃO

A Marina ganhou sim eleição presidencial, no Acre. Em 2014, Marina foi a primeira com 41,99% dos votos. O tucano Aécio Neves ficou como segundo e a Dilma em terceiro. Corrigido.

NÃO HÁ LUGAR SEGURO

O deputado Jesus Sérgio (PDT) se queixa que nem os comerciantes da beira da rodovia BR-364 estão tendo paz. Os assaltos são constantes e não se prende os bandidos. Está ao Deus dará.

FALANDO EM VIOLÊNCIA

O novo secretário de Segurança poderia traçar um plano para o Jardim Tropical. Os assaltos acontecem no meio da rua, nas paradas de ônibus, e não se ouve o ronco das motos do GIRO. Esta semana levaram um carro que tinha parado na Rua Netuno, por um instante. É demais.

NÃO SEI COMO VAI FAZER

Ontem, tive que percorrer algumas ruas paralelas à Rua Central da Conquista e nas quatro que passei tinha que se andar com cuidado para não atolar. Não sei como a prefeita Socorro Nery vai enfrentar este problema, que não é pontual, mas na cidade como um todo. A prefeita é ela.

ADVOGADOS DO LULA

Quando um magistrado deixa subir na cabeça a preferência política num julgamento perde o respeito da opinião pública. É o caso dos ministros do STF, Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Lewandoski, que agem como advogados do Lula, não sossegam enquanto não o soltarem.

INVEJA ESCANCARADA

O Ministro Gilmar Mendes, este então, mostra uma inveja escancarada ao sucesso popular do Juiz Sérgio Moro. Só que o Moro pode andar em lugares públicos, Gilmar, não, é achincalhado.

QUESTÃO DE REGISTRAR

O deputado Eber Machado (PDT) me ligou para fazer questão de registrar que não votará a favor do projeto da deputada Eliane Sinhasique (MDB) que cria o “Dia Gay”. Eber é Pastor evangélico. Também é ferrenho defensor do “Estatuto da Família”.

FAVOR DO ESTATUTO

Em uma reunião com vários pastores evangélicos o senador Sérgio Petecão (PSD) disse que tanto os votos do partido na Câmara Municipal de Rio Branco como na ALEAC serão a favor do “Estatuto da Família”. Na Câmara os vereadores prometem derrubar o veto da prefeita Nery.

CONVERSANDO É QUE SE ENTENDE

O candidato ao governo, Marcus Alexandre (PT), tem emendado uma reunião, uma visita, uma conversa atrás da outra em Cruzeiro do Sul. Está otimista com a receptividade da população. É uma campanha diferente, sem um séquito ao seu redor. É um momento de conhecimento.

NONATO VIANA

O colunista Social Nonato Viana, um moço preparado, será candidato a deputado estadual pelo PRTB. Justifica a escolha do partido por não ter o vício das grandes organizações políticas.

NÃO É DIVULGADO

O deputado Lourival Marques (PT) fez ontem uma série de explanações sobre o que chamou de conquistas do PT, que a oposição faz questão de não ver. Muito do que disse foi em cima de dados, o que mostra o que sempre digo que, este é um governo que comunica mal os feitos.

AGORA EM FIM DE GOVERNO

O TFD não depende da vontade do governo de mandar pacientes para outros Estados, mas de vagas que não é ele que define. Que destina aviões de UTI aérea em casos especiais. Agora em fim de governo é que pontualmente vêm divulgar as medidas da área de saúde. Inês é morta.

RAMAL É PREFEITO

São muitas as reclamações de que os ramais de Xapuri estão em petição de miséria. Os responsáveis pelos ramais são os prefeitos e é deles que deve ser cobrado. No caso, do prefeito Bira Vasconcelos (PT). Se o DERACRE não ajuda mais, vira conversa entre amigos.

OPÇÃO ATLETICANA

O Diretor de Esportes, Pelézinho, nega que seja cobrada alguma taxa para os jogos dos times acreanos na Série C e Série D. Se é assim não se entende a ação dos clubes de levar os jogos para o “Florestão”, que não oferece as mesma comodidades do “Arena da Floresta”.

FICAM CHORAMINGANDO

Depois os diretores dos times acreanos ficam reclamando que o público não comparece.

OTIMIZAR O SERVIÇO

O líder do governo, deputado Daniel Zen (PT), disse que a princípio ficou com dúvidas sobre a validade de ter um turno único para as Delegacias de Polícia. Hoje, diz estar convencido de que a medida servirá para colocar mais policiais nas ruas em serviços de investigações de denúncias e de crimes, para que os inquéritos não fiquem parados por falta de pessoal.

FUTEBOL TOMA CONTA

A campanha dos candidatos ao governo, a partir do próximo mês não terá muita atenção da população, os olhos do povão estarão voltados para os jogos da Copa do Mundo, na Rússia. A campanha para valer começa em julho, com as convenções, pesquisas, debates e a briga pelos votos. Uma pesquisa já no final de julho já dará um norte de como anda cada candidatura.

PANORAMA ADMINISTRATIVO

Os terceirizados estarem com os seus salários atrasados na prefeitura de Cruzeiro do Sul desde novembro é um panorama das dificuldades que encontra o prefeito Ilderlei Cordeiro. Só que não pode mais debitar a culpa no ex-prefeito Vagner Sales, o prefeito agora é ele e ponto final.

DIFERENÇA NOS NÚMEROS

A diferença entre as gestões do ex-prefeito Vagner Sales e do prefeito Ilderlei Cordeiro é que o primeiro era bem avaliado em todas as pesquisas, e o atual não decolou a sua popularidade.

ACABAR COM A HISTÓRIA

Passou do tempo dos atuais prefeitos ficarem colocando culpa de tudo o que não fazem nos ex-prefeitos, porque a gestão pública não é pessoal, e quem casa com a viúva cria os filhos.

DAR EXPLICAÇÕES

O deputado Eber Machado (PDT) conseguiu aprovar Requerimento para que a direção do IAPEN vá até na Assembléia Legislativa explicar fatos como o de um agente ser o responsável para manter a segurança de cem presos. Eber diz que os agentes penitenciários recebem um tratamento desumano, não tendo as condições mínimas para desempenhar a contento as suas funções. As reclamações que recebeu já são de conhecimento do governo e da ALEAC. E foram fruto de várias negociações, mas a grande parte das reivindicações não foi atendida.