Coluna do Crica

Oposição quer cassação de Eduardo Farias

O vereador N. Lima (PSL), com apoio de outros vereadores de oposição está formalizando um documento pedindo que o líder da prefeita Socorro Nery na Câmara Municipal de Rio Branco, vereador Eduardo Farias (PCdoB), seja submetido a um julgamento no Conselho de Ética por quebra de decoro, e deve anexar como prova um vídeo em que o vereador comunista conversa com militantes do movimento LGBT e, estes em seguida atiram ovos contra Lima, o atingindo em cheio. Para o vereador Roberto Duarte (MDB), Eduardo no mínimo foi conivente com a agressão praticada contra o colega. O episódio da chuva de ovos foi uma represália à aprovação do projeto enviado por Pastores evangélicos, que não reconhece como família os casais homossexuais. O documento de N. Lima (PSL) vai pedir a cassação de Eduardo Farias por quebra de decoro parlamentar. A oposição só não tem votos suficientes para cassar o mandato de Farias.

PORCO ESPINHO NO COLO

A prefeita Socorro Nery ganhou o primeiro porco espinho no colo: o pedido do MP para que vete o aprovado “Estatuto da Família”, por uma série de vícios de inconstitucionalidades. Acontece que o projeto foi aprovado, inclusive, com votos de vereadores da base da prefeita. E já há um movimento para derrubar um possível veto que venha a acontecer. A Socorro ainda vai ter muita dor de cabeça, além desta, por estarmos num ano eleitoral.

A QUESTÃO É A CREDIBILIDADE QUE PASSA

Não dá para avaliar se a entrada do empresário João Albuquerque na chapa do candidato ao Senado, deputado Ney Amorim (PT), trará muitos votos. Alguns há de trazer, por certo. O simbolismo da sua entrada em cena não está vinculado aos votos, mas muito mais como uma boa notícia para a política, que necessita de quadros qualificados para sair do mar de lama em que se encontra, com diversas lideranças partidárias presas.  João é um empresário sério, não se conhece dele um deslize, nunca foi candidato, é limpo, e neste ponto, a chapa do Ney ganha uma visibilidade positiva. O fato de ter escolhido o PT, num dos seus piores momentos para entrar na política, não chega a ser novidade, afinal, o empresariado da construção civil sempre esteve ao reboque dos interesses dos governos petistas, no Acre. Mas deixando isso de lado, o registro tem de ser de elogios à decisão tomada pelo empresário.

SUPLENTE É SUPLENTE

Além da indicação do João Albuquerque para a primeira suplência do candidato ao Senado, Ney Amorim (PT), o empresariado acreano deveria ter lançado alguém a deputado federal.

É QUEM COMANDA

O recuo na indicação da Márcia Regina para a primeira suplência do candidato a senador, Ney Amorim (PT), foi uma avaliação feita pelo governador Tião Viana, que não tinha um nome com todo o conhecimento da máquina pública, para a sua substituição. Ela comanda os bastidores.

MULHERES DAS CORTINAS

Márcia Regina e Suely Melo são as mulheres fortes do governo Tião Viana por trás das cortinas. Nada anda no governo sem o conhecimento da Márcia. E nada anda na Saúde, sem conhecimento e aval da Suely. São as “damas de ferro” dos bastidores do governo Tião.

AGENDA MONTADA

O candidato ao governo, Marcus Alexandre, abre a sua campanha nesta sexta-feira em Assis Brasil e no dia 22 embarca para uma temporada de 30 dias no Juruá, onde vai percorrer todos os municípios tentando tirar votos no principal reduto do adversário Gladson Cameli (PP).

AMANHÃ SERÁ OUTRO DIA

Tem gente que quando está num cargo de confiança ou à frente de um poder, imagina sempre que é eterno. E danam-se a pisar nos outros. As urnas mudam a história e dormem nos cargos e acordam fora deles, cercados daqueles que foram pisados. Amanhã sempre é outro dia.

VÁRIOS E VÁRIOS EXEMPLOS

Conheço vários e vários exemplos de algozes que viraram cordeiros depois  de perder o poder.

CAMPANHA ARTICULADA

O deputado federal Alan Rick (DEM) vai disputar esta eleição com uma maior estrutura do que disputou o pleito passado. E com conquistas do mandato para mostrar. O fato de ser o presidente de partido, com bom tempo de televisão e recursos, são componentes importantes.

O QUE É A POLÍTICA!

O Ministro Gilmar Mendes sempre foi mostrado à opinião pública pelo PT, como exemplo de escória jurídica, figura execrável, foi só bancar o advogado do Lula no STF, para receber elogios rasgados do governador Tião Viana, contrariando tudo o que disseram os companheiros.

DE COXINHA AO SABER JURÍDICO

Num passe de mágica, Gilmar Mendes passou de condenável “coxinha” a um magistrado de “grande saber”. Quando a chuva cai no roçado o milho sempre cresce. Não duvido se ganhar do Tião uma Comenda da Ordem da Estrela do Acre, no grau máximo.

QUE DISCURSO FOI ESSE?

Depois da leitura de ontem na tribuna da ALEAC de um artigo transformando Lula em Zeus, o poderoso Deus mitológico, não será surpresa se o deputado Lourival Marques (PT) enviar um pedido ao Papa Francisco, para o início do processo de beatificação e canonização do Lula.

OUTRO LADO DA MOEDA

O vereador Roberto Duarte (MDB) ligou para esclarecer a confusão sobre o “Estatuto da Família”, aprovado na Câmara Municipal de Rio Branco. Diz que não foi o autor, o projeto veio da Associação dos Ministros Evangélicos do Acre, sendo apenas o Relator. E que votou a favor por ter como princípio votar no que considera constitucional e legal. Nega que seja homofóbico: “tenho e respeito, amigos no LGBT”. Ficam registrados os esclarecimentos.

UM ASPECTO A SER RESSALTADO

Foram 10 vereadores que votaram a favor do projeto, não se pode passar a impressão que o referido projeto foi aprovado por causa do voto do vereador Roberto Duarte (MDB). Pode se contestar o seu voto. É um direito de quem entender, mas há de se respeitar a sua opinião.

COERÊNCIA ÁS FAVAS

Há também um fato a ser registrado nisso tudo: quando o projeto do “Estatuto da Família” chegou à Câmara Municipal de Rio Branco, os vereadores Jackson Ramos (PT) e Eduardo Farias (PCdoB), assinaram a matéria dando apoio. Depois votaram contra. Faltou coerência a ambos.

CHAPA ORELHA DE FREIRA

A chapa da coligação PATRIOTAS –PSL para deputado federal está igual orelha de freire. De nomes conhecidos apenas Tião Bocalon, o modelo Marcelo Bimbi e o vereador N.Lima.

CABE NUM FUSCA

O PROS cresceu muito, no Acre, já cabe num fusca, ainda que com vaga no carro. Deputada Maria Antonia, Henry Nogueira, Francisco Deda e Fernando Melo são os seus membros.

VAGA MANTIDA

O PROS está numa coligação apertada com o PODEMOS e o PRB para deputado estadual, onde Maria Antonia e Henry Nogueira vão enfrentar pedreiras como Heitor Junior, Raimundinho da Saúde, André da Farmácia, Josa da Farmácia e Juliana Rodrigues, todos eles parlamentares.

ENTRADO NUMA GELADA

A deputada Maria Antonia (PROS) tem uma base sólida e disputa com chance a reeleição na coligação PODEMOS-PRB, mas não se pode dizer o mesmo do ex-secretário Henry Nogueira, que tudo indica pode ter entrado em uma fria, embora eleição é eleição.

PELO TELEFONE

O deputado Jonas Lima (PT) anunciou que pegou a sua quarta malária. E pelo que disse ontem na ALEAC, a doença grassa forte em Mâncio Lima. Corre uma piada de que se alguém ligar para o município uma voz responde: “parabéns, você acaba de ganhar de brinde uma malária”.

MÃO NO BOLSO

Não deve faltar por ter bala na agulha. Mas nesta campanha da sua filha e deputada federal Jéssica Sales (MDB), o ex-prefeito Vagner Sales (MDB), vai ter que meter a mão no bolso para bancar os custos. Não terá a máquina da prefeitura de Cruzeiro do Sul 24 horas de melé solto.

FAZENDO FIGA?

Um leitor curioso mandou a observação que, nos atos políticos em que estão presentes, o candidato a vice-governador Major Rocha (PSDB) e o candidato ao Senado, Márcio Bittar (MDB), sempre estão com um dos braços para trás ou no bolso, quando trocam elogios. E pergunta: “serão que estão fazendo figas?”. Não creio em bruxas, mas que existem, existem!

TRANSIÇÃO PACÍFICA

O deputado Manoel Moraes (PSB) considerou a transição na prefeitura de Rio Branco como pacífica e da qual ouviu apenas uma reclamação. Garante que a prefeita Socorro Nery cumprirá todos os compromissos com os aliados, no tocante aos espaços na PMRB.

O VIÉS É JURÍDICO E NÃO POLÍTICO

Os petistas podem não concordar com as decisões do Juiz Sérgio Moro, do TRF-4, que redundaram na condenação e prisão do ex-presidente Lula. E nem com a rejeição do HC pelo STF. Mas é assim é que as coisas funcionam num Estado de Direito. Num processo penal se é condenado ou absolvido. A questão é que a parte perdedora sempre encontrará um argumento para dizer que foi vítima de perseguição, principalmente, se for político. Só não podem reclamar de que não houve um amplo direito de defesa e com o pano de fundo das bancas de advogados mais caras do país e os juristas mais famosos na defesa do ex-presidente. E estão fazendo uma confusão com esta prisão. Não é por causa dela que Lula está inelegível. Ele não pode ser candidato por cair na malha da Lei da Ficha Limpa, pois, foi condenado por um colegiado de juízes. A justiça nunca presta, é vista como injusta, para quem sofre condenação. Foi e sempre será assim. Se amanhã o STF mudar de entendimento sobre a prisão em segunda instância, estarão batendo palmas e elogiando a justiça. Não passaram elogiar o Ministro Gilmar Mendes, como um ícone jurídico? Durma-se,com um barulho desse!