Promotor Ildon Maximiano Peres Neto questiona procurador da Prefeitura, Pedro Diego e diz que seu comentário foi leviano e irresponsável.

Por Alemão Monteiro

O procurador jurídico da Prefeitura de Brasileia, Pedro Diego da Costa Amorim, tentou se passar por vítima, após sua perseguição desenfreada contra a Prefeita Fernanda Hassem do Município de Brasileia.

Durante o seu desabafo arfante a um blog, o procurador insinua que a transferência do Promotor Aurê Ribeiro foi dada por conta das três ações civil pública contra a mandatária maior do município, mas foi respondido pelo Promotor Ildon Maximiano Peres Neto que afirmou que o comentário do procurador do Município referente ao Ministério Público foi leviano e irresponsável e risível.

Segundo o Promotor Ildon, o Promotor Aurê Ribeiro teve sua movimentação na carreira dentro dos preceitos legais e republicanos como aconteceu antes e agora com outros promotores de justiça substitutos. No lugar dele ficou outro servidor igualmente preparado, combativo e cumpridor de suas obrigações legais e constitucionais.

“O senhor procurador do Município de Brasileia Pedro Diego entrou em rota de colisão com a Prefeitura Municipal. A pretexto disso, afirmou que o promotor de justiça Aurê Ribeiro foi retirado da comarca de Brasileia por ter proposto ações contra a mandatária maior do Município. Não sei quanto ao mais que foi dito, afinal mal conheço este senhor, mas seu comentário sobre o Ministério Público, isso posso atestar, além de leviano e irresponsável, é risível”, publicou Ildon em sua página do facebook.

É considerado no mínimo uma falta de profissionalismo do procurador municipal, Pedro, afirmar essas asneiras com intenção maldosa de aplicar a responsabilidade em cima de alguém que não tem nada a ver com a situação.