A quinta sessão de 2018 foi marcada pela entrega da moção de aplausos para a direção da Rádio Aldeia FM 90.3 oferecida pelo vice-presidente Rozevete.

Por Paula Alcântara 

A quinta sessão ordinária do segundo ano legislativo da 14ª legislatura foi realizada na manhã desta terça-feira na sala das sessões José Cordeiro Barbosa, onde contou com a presença dos vereadores: Sabá Moraes (PT), Edu Queiroz (PT), Rosildo Rodrigues (PT), Rozevete Honorato (PSB), Joelso Pontes (PP), Charbel Reis Saad (PP), Marquinhos Tibúrcio (PSDB) e o Presidente da Câmara Rogério Pontes (MDB).

O Vereador Charbel Reis Saad (PP), no uso de suas atribuições, disse que o ano de 2017 foi um ano de retrocesso na Câmara Municipal de Brasileia, tendo em vista, que tem bons projetos tramitando na Casa e não foram postos em votação e falou da importância do assessor Jurídico do Poder Legislativo que tem desenvolvido um ótimo trabalho, o parlamentar disse ainda que tinha algumas moções de aplausos, mas que iria deixar para a próxima sessão exceto uma que o vereador Charbel dedicou ao SEBRAE em nome do Gerente regional Jorge Saad pelo ótimo serviço prestado para o Município e principalmente para o micro empreendedor individual.

O Vereador Joelso Pontes (PP), no uso de suas atribuições, pediu que providências para a Rua Marechal Rondon mais conhecida por Rua da Goiaba localizada no Centro e para a Rua Angelina Housten localizada no Bairro Alberto Castro, o parlamentar pediu também providências para a Rua José André de igual forma pediu que a secretaria de obras pudesse está colocando ou borra de asfaltou ou qualquer outro meio de concreto na parte comercial que está sofrendo com o acúmulo de água da Avenida Dr. Manoel Marinho Montes, pediu também que o DNIT que pudesse estar realizando novamente um tapa buracos não só na Marinho Montes, mas também na Rui Lino e também na Pontes ainda para o DNIT que possa está recuperando trecho na BR-317 km 2 da Estrada do Pacífico, precisamente em frente a borracharia do foquinha pediu ainda que a secretaria de obras recupere um bueiro no Bairro Alberto Castro precisamente na Rua Tomé de Castro bem na ladeira, Joelso solicitou ainda iluminação pública para o Bairro 28 de Maio, pois os moradores já estão pagando a tarifa do talão.

O Vereador Marquinhos Tibúrcio (PSDB), no uso de suas atribuições, parabenizou o gerente regional do SEBRAE Jorge Saad, o secretário de Cultura Raimundo Lacerda, o Coordenador da Rádio Aldeia FM 90.3 Fernando Oliveira que recebeu uma moção de aplausos do Vice-presidente da Casa Rozevete durante a quinta sessão, o parlamentar deu início às suas indicações pedindo providências para um bueiro localizado no Bairro Alberto Castro e pediu também que fosse feito três pontes no Ramal do Km 19, no ramal linha 8, do Chico Leal até a Cajazeira, o parlamentar pediu ainda que o Governo do Estado possa estar arrumando a ponte José Augusto que liga Brasileia e Epitaciolândia e solicitou que fosse instalado a rede de luz que a prefeitura pudesse está providenciando e a rede de água que o DEPASA possa estar instalando a rede no Bairro 28 de Maio.

O vereador Edu Queiros (PT), no uso de suas atribuições, falou sobre a situação da Ponte José Augusto que a população precisa de atentar para uma questão, disse Edu: “Parece que a Ponte é só de Brasileia, só Brasileia usa, nós temos dois municípios Brasileia e Epitaciolândia, se for pensar teoricamente falando seria viável pensar metade responsabilidade de Brasileia e metade responsabilidade de Epitaciolândia, que isso pudesse virar na prática, estão querendo jogar a responsabilidade toda para a prefeita Fernanda Hassem, mas se todos se unissem Prefeitura de Brasileia, Prefeitura de Epitaciolândia e Governo do Estado com certeza ia dar certo”, outra questão que o parlamentar indagou foi sobre o Hospital de acordo com Edu isso é um problema que se alastra mesmo é um problema sério e disse que o Governo não tem se eximido de sua responsabilidade, o parlamentar destaca ainda que os recursos são liberados por etapas, não é mais como antigamente que vinha o valor todo de uma vez e a obra era iniciada e concluída de uma vez só, e falou das dificuldades que o Hospital de Brasileia está passando ressaltando sobre as dificuldades que o estado e o país estão passando.

O Vereador Rosildo Freitas (PT), no uso de suas atribuições, falou da importância de fazer um seminário em Brasileia para discutir o turismo e pediu que a prefeitura em parceria com o DETRAN possa está colocando um agente de trânsito educador na Avenida Marinho Montes pelo menos das hs: 7:00 até as hs 11:00 para estar fazendo um trabalho de educação e não de repressão e pediu ainda que a prefeitura em parceria com o DNIT possa está fazendo uma parada de transportes dos passageiros da Zona Rural desde o Padre Cícero até a Casa do Doce, o parlamentar pediu ainda que a prefeitura pudesse estar estabelecendo alguns parâmetros de ramais “Eu queria que a prefeitura pudesse estar fazendo um programa de recuperação de ramais até a casa do Produtor”, disse Rosildo, o Vereador pediu ainda que a prefeitura pudesse estar fazendo um projeto de apoio à construção de casas populares não só da zona urbana como também da zona rural.

O vereador Rozevete Honorato (PSB), no uso de suas atribuições, disse que ficou feliz que abordaram o assunto sobre o ramal da Cajazeira, Eletra e km 18 e houve um entendimento durante uma conversa com o gerente de ramais, o parlamentar falou da conversa que teve com o secretário de obras Carlinhos do Pelado sobre as pessoas não saber com que estava a pasta de ramais se era com a secretaria de obra ou se era com a secretaria de agricultura e foi esclarecido que os ramais estão sendo de responsabilidade da secretaria de obras, sendo que o secretário de agricultura está contribuindo muito com a experiência que tem e falou a respeito das casas populares que o vereador Rosildo já havia falado, pois Roze sabe da importância de um projeto como este, e finalizou falando de um projeto da secretaria de ação social referente ao auxílio funerário, “Esse auxílio é uma pequena quantia R$ 2.000,00 para atender quatro famílias que não tem condições de arcar com as despesas de um funeral do ente querido”, indagou Rozevete e pediu que o projeto fosse colocado em votação na Câmara de Brasileia para que este valor seja aumentado.