A primeira reunião do MDB com o Coronel Ulysses, pré-candidato ao governo do Acre, um dia após a ruptura com Gladson Cameli, ocorre na casa de Eliane Sinhasique, no Jardim Europa, em Rio Branco.

A priori, os dirigentes medebistas devem tratar com Ulysses sobre um eventual apoio à sua pré-candidatura. A indicação de vice na chapa do Coronel será um dos temas da conversa, porém tudo no campo da probabilidade. “Não será tratado ou definido ainda”, informou há pouco um dirigente do MDB.

Momentos antes da reunião, o Coronel Ulysses disse que chegava para o encontro com os medebistas para ouvi-los.

“Eu vou ouvir o que eles querem. Com certeza a contribuição do MDB é imensa em qualquer coligação”, afirmou.

Ulysses disse que é cedo para qualquer definição sobre seu vice. “Nós não vamos tratar agora sobre vice. O vice é um elemento de composição. Sobre a escolha do nome, fica mais para frente, para maio, para junho. Que seja o perfil de uma pessoa para colaborar, para compor”

Participaram da reunião, o defensor Valdir Perazzo, do Instituto Liberal do Acre; os dirigentes do DEM, Valtinho José e Franck Lima; os medebistas João Correia, vice-presidente do MDB no Acre, Pádua Bruzugu, a deputada Eliane Sinhasique, além do próprio Ulysses Araújo.

Por Luciano Tavares / ac24horas