Raio, da PM, abordou cerca de 1.500 pessoas e apreendeu sete armas

A Polícia Militar do Acre (PMAC) divulgou nesta quinta-feira, 1, o resultado operacional da Companhia de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) ao longo de fevereiro.

Durante o mês, os militares realizaram seis operações na capital e duas no interior (Xapuri e Plácido de Castro), apreenderam três armas de fogo e quatro armas brancas, recuperaram três motocicletas e apreenderam quatro veículos (um carro e três motos), capturaram três foragidos da Justiça, fizeram cinco flagrantes (tráfico de drogas) e realizaram 1.489 abordagens a pessoas (a pé, bicicleta, carros e motos).

A equipe da companhia intensificou as ações de segurança pública no intuito de combater a violência, de maneira preventiva e repressiva, e manter a ordem pública. O policiamento com motocicletas é realizado por policiais militares capacitados e treinados na condução desses veículos.

Essas ações foram possíveis por meio do planejamento e estratégia do Comando da PMAC integrado com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) e o esforço de todo o efetivo da companhia, que vem atuando diariamente nos bairros da capital e realizando ações em conjunto com os batalhões de áreas para otimizar o combate à violência em todo o Estado.

“As motocicletas são relevantes para a atuação policial, tendo em vista a rapidez no atendimento de ocorrências, além da mobilidade e da facilidade que ela proporciona no patrulhamento, sobretudo nos locais de difícil acesso, como becos, vias estreitas e por vezes locais com obstáculos.

Com a moto, a PM estará presente onde normalmente as viaturas convencionais [carros] não entram, e com empenho continuaremos atuando e combatendo o crime no Acre”, destacou o comandante da Companhia Raio, tenente-coronel Antônio Teles.