Prefeito Flores contratou empresa do genro do secretário de administração que fornecia alimentos com preço abusivo, após denúncia cancelou o contrato da merenda escolar oferecido pela mesma empresa e depois voltou a comprar novamente da empresa.

Por Alemão Monteiro

No início do mandato do Prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores, ele pegou carona e renovou o contrato de n° 08/2017 referente à adesão à ata de registro de preços n° 111/2016 – pregão presencial SRP n° 672/2015 da empresa C.Silva de Sales – ME para o fornecimento de Aquisição de gênero Alimentício para a Secretaria de educação para o ano de 2017 no valor de R$ 1.381.448,52 (um milhão trezentos e oitenta e um mil, quatrocentos e quarenta e oito reais e cinquenta e dois centavos).

A referida empresa que fez parte da gestão do ex-prefeito André Hassem é pertencente à Cristian Sales que é genro do atual secretário de Administração José Meneses Cruz vulgo “Paraguaçu” e filho do Deputado Estadual Manoel Moraes que faz parte da mesma agremiação politica do Prefeito Tião Flores (PSB).

A referida empresa que não passou por nenhuma licitação durante os quatro primeiro meses da gestão de Tião Flores estavam com o preço dos produtos acima do normal, tratava-se de preços abusivos, onde 1 kg de carne moída, a prefeitura de Epitaciolândia iria pagar o valor de R$ 22,99, sendo que de acordo com alguns mercados de Brasiléia e Epitaciolândia a carne moída de 1° qualidade está custando em torno de R$ 9,00 reais, além do filé de peixe Surubim que no mercado custa R$ 22,00 e a prefeitura poderia pagar R$ 37,00 reais.

Uma grande irregularidade de superfaturamento nos preços que a prefeitura iria pagar se não tivesse havido denúncias por parte deste site eletrônico e por parte do Vereador Alcione, com as denúncias vindas à tona, o Prefeito Tião Flores cancelou o contrato da merenda escolar oferecida pela mesma empresa cujo dono é o genro do secretário de administração de Flores.

Após o cancelamento do contrato, o facebook da prefeitura denominado de “Município de Epitaciolândia” publicou uma nota com um único objetivo, tentar amenizar aos olhos da população o caso do superfaturamento da aquisição de gênero alimentício oferecido pela empresa.

A nota dizia que “Para o Prefeito uma das exigências no processo licitatório é oferecer o produto específico com o menor preço, estamos sendo extremamente responsáveis e transparentes para a aplicação dos recursos públicos e isso será cobrado até o fim de nossa gestão”.

Ai fica a pergunta

Será que a gestão do Prefeito Flores já acabou? Pois após o cancelamento do contrato e a postagem do facebook da prefeitura, o Prefeito Tião Flores continuou comprando da empresa (que oferecia produtos com preços exorbitantes) do genro de seu secretário para outras áreas.

No ano de 2017 o Prefeito Tião Flores pagou R$ 132.995,51 para a mesma empresa referente a alimento, vale frisar que o Prefeito Flores cancelou o contrato da merenda escolar oferecida pela empresa em questão, mas continuou comprando para outras áreas como secretaria de Obras, secretaria de Ação Social, CREAS e muitos outros órgãos.

Além do valor mencionado acima a prefeitura de Epitaciolândia  tem um débito a pagar para a mesma empresa no valor de R$ 34.071,61, destinado a gênero alimentício.